Memória paulistana

Passamanaria Viúva Trussardi: uma das primeiras confecções da cidade

Por: Daniel Nunes Gonçalves - Atualizado em

Em 1902, quatro anos depois de fundar uma das primeiras confecções da cidade, o italiano Matheus Trussardi morreu de gripe, aos 30 anos. A foto acima, tirada em 1904, destaca sua mulher, Cristina, que passou a comandar os funcionários da empresa, rebatizada como Passamanaria Viúva Trussardi. "Incluir a palavra viúva no nome da empresa era comum naquela época", conta Romeu Trussardi Filho, neto do patriarca e atual presidente da Trussardi, que se especializou em roupas de cama e banho e comemora 111 anos neste mês. O termo passamanaria também caiu em desuso. É como se chamavam os adornos usados em roupas e peças de decoração.

Fonte: VEJA SÃO PAULO