Infantil

Parques para andar de bicicleta com as crianças

Confira as áreas mais bacanas para ensinar a garotada a dar suas primeiras pedaladas ou treinar manobras radicais

Por: VEJINHA.COM - Atualizado em

As bicicletas nunca saíram de moda, mas com a expansão das ciclovias, que já somam 279,03 quilômetros pela cidade, as bikes estão super em alta. Para as crianças, pedalar é uma das brincadeiras mais divertidas e, tirar a "rodinha" de apoio, um desafio comemorado em família.

Nesta fase, o melhor é não se arriscar entre os marmanjos nas ciclovias, e ensaiar as primeiras pedaladas em parques. Mesmo as áreas verdes mais concorridas, como o Parque do Ibirapuera, que lota nos fins de semana, possuem horários alternativos ou áreas mais tranquilas para a molecada que está começando. Os maiores, por outro lado, terão espaço de sobra para fazer diversas manobras. Confira nossa seleção, que inclui oito parques:

Parque do Carmo

As bicicletas estão liberadas para circular por todo o parque, que ainda possui uma ciclovia de 9 quilômetros. Geralmente, está vazia, mesmo aos sábados e domingos. Assim como o parque, é cheia de altos e baixos, o que pode dificultar o passeio das crianças. Além de pedalar, ainda é possível passear tranquilo pelos mais de 200 hectares do parque, deixando a bike estacionada num dos dois bicicletários improvisados (na entrada principal e em frente à administração). Vale a pena: são 30 espécies de animais catalogadas e 4.000 cerejeiras espalhadas pelo local. Atenção: não há bicicletas disponíveis para aluguel.

+ Filmes para ver com as crianças no cinema

Parque Horto Florestal - Arboreto da Vila Amália

É permitida a entrada apenas de crianças de até 10 anos com bicicleta no parque. Para os mais velhos, há uma ciclovia de terra no Arboreto da Vila Amália, que conta com ainda rampas para manobras. A restrição do acesso cria um ambiente favorável aos que ainda estão aprimorando a arte de pedalar. Aos sábados e domingos, o movimento costuma ser mais tranquilo pela manhã. Durante a semana, é possível aproveitar o parque em qualquer horário. 

Parque do Ibirapuera

Parque Ibirapuera Crianças 2223
No Parque do Ibirapuera, o bicicletário tem equipamento para crianças, inclusive com rodinhas (Foto: Divulgação)

O bicicletário, localizado no portão 3, fica aberto todos os dias, das 7h às 20h (o último aluguel ocorre às 19h), e cobra R$ 5,00 por hora. É preciso fazer um cadastro para alugar – leve RG e comprovante de residência na primeira vez. Estão disponíveis 300 bicicletas, sendo 200 para adultos e 100 para crianças. Para a garotada, existe ainda a opção de bikes com rodinhas. Além disso, há cadeirinhas dianteiras para até 20 quilos e traseiras para até 30 quilos.

A ciclofaixa de três quilômetros, que percorre todo o Ibirapuera, é bastante concorrida nos fins de semana, quando em torno de 500 pessoas ocupam a via _destas, em média 150 são crianças. Durante a semana, a área é mais traquila, com cerca de 50 usuários por dia, e ideal para a molecada que está aprendendo a pedalar. Por isso, a dica é ir de segunda a sexta, pela manhã. Aos sábados e domingos, a garotada corre o risco de cruzar com um apressadinho pelo caminho, o que pode causar acidentes.

+ Oito versões criativas de cachorro-quente

Parque da Independência

Não há ciclovia, mas os frequentadores podem pedalar na parte de baixo do parque, dividido pela Rua dos Patriotas. Durante a semana, quase não se veem ciclistas, mas, aos sábados e domingos, o local se torna uma atração para os moradores da região do Ipiranga. A dica, portanto, é levar as crianças menores de segunda a sexta. Além disso, a área não é plana, o que pode dificultar o passeio dos iniciantes. Há um pequeno bicicletário no estacionamento, mas somente para os usuários deixarem suas bicicletas. Não tem serviço de aluguel.

ATENÇÃO: Desde o começo de 2013 aumentou muito o número de roubos a bicicleta no Ibirapuera. "Com a popularização da bicicleta como meio de transporte e da existência de alguns modelos no mercado que chegam a custar até  dois mil reais, elas acabaram se tornando alvo de ladrões no entorno do parque", explica o Comandante da Guarda Civil Metropolitana, Eduardo Bias. Para ele, o aumento do registro de boletins de ocorrência de roubo de bicicleta é visto como algo positivo. “Antes, não tínhamos esses dados, o que nos impedia de mapear o furto de bicicletas no Ibirapuera”, afirma.

Bias também explica que o efetivo na área do parque, que antes era de 165 homens passará para 180 na próxima semana, auxiliados por câmeras de vigilância e equipes de reforço no sábado e domingo. Além de conter furtos, tais equipes são responsáveis por orientar os pais que se perderam dos filhos e  prestar os primeiros socorros em caso de acidentes. Também para março, a GCM vai operar, em parceria com a Secretaria do Verde e do Meio ambiente, responsável pela gestão do parque, um bicicletário a ser instalado próximo ao portão 10. “A ideia é que, no futuro, outras instalações semelhantes sejam construídas nos demais setores do parque para atender o visitante que deseje usar sua bicicleta no Ibirapuera”, diz o comandante.

Parque da Juventude

Parque da Juventude skate
Área exclusiva para iniciantes no skate também é atração no Parque da Juventude (Foto: Divulgação)

Boa opção na Zona Norte. Conta ainda com pistas de skate para street e vertical, para os que não querem ficar só na bike. Há bicicletário disponíveis em frente à entrada. Aos domingos, o movimento é maior, devido à ciclofaixa da Avenida General Ataliba Leonel. Para a garotada, o passeio é mais tranquilo durante a semana, na área próxima ao playground.

Parque do Povo

Aqui o programa é completo: os que já dominam a arte podem ir pedalando até o local pela ciclofaixa da Avenida Cidade Jardim, que desemboca na ciclovia de 1.200 metros dentro do parque. Não há bicicletário, mas o programa de aluguel do Banco Itaú, Bike Sampa, tem postos logo em frente. Para usar o serviço, basta se cadastrar no site, por R$ 10,00. Depois, um aplicativo de celular libera a bike na estação. O mesmo pode ser feito por telefone, ligando nos números 4063-3111 ou 2626-7107.

Viagens de até 30 minutos são gratuitas, desde que sejam realizadas com intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas. Quem ficar mais de 30 minutos com a bike paga R$ 5,00 a cada meia hora de utilização. Aos domingos, o local fica bastante movimentado, por causa da ciclofaixa. Nesses dias, não é recomendado circular com crianças que ainda estão aprendendo. Mas durante a semana e aos sábados, o passeio é bastante tranquilo.

+ Sugestões de parques e áreas de recreação infantil em shoppings

Parque Villa-Lobos

É sem dúvida a melhor opção para as crianças andarem de bicicleta na cidade. O piso plano e asfaltado facilita a prática de esportes sobre rodas. Nos fins de semana, a pista é bastante concorrida. Por isso, atenção à segurança dos pequenos marinheiros de primeira viagem. O ideal é chegar bem cedinho, quando a concorrência por espaço é menor. Se puder deixar o passeio para os dias durante a semana, melhor ainda.

Logo na entrada principal do parque, é possível alugar uma bike. Para andar nas bicicletas de aros 16, 20, é cobrado o valor de R$ 7,00 por hora. Já as de aro 24 ou 26, custa R$ 10,00. Também é possível alugar bicicletas família, para dois adultos e uma criança (R$ 30,00), dupla (R$ 15,00) ou até mesmo um triciclo (R$ 15,00).

Fonte: VEJA SÃO PAULO