Aniversário

57 anos do Parque do Ibirapuera: programação especial de domingo (21)

30 programas para comemorar com toda a família

Por: Anna Carolina Oliveira - Atualizado em

Parque Ibirapuera Crianças 2223
Pedaladas no Ibirapuera: 20.000 metros quadrados de área (Foto: Divulgação)

De exposições variadas a corrida, confira abaixo a programação completa para curtir o domingo (21) no parque.

+ Ibirapuera faz 57 anos e tem programação especial

 

  • Bibliotecas

    Bosque da Leitura Parque Ibirapuera

    Avenida República Do Líbano, 1151, Ibirapuera

    Tel: (11) 3675 8096

    Sem avaliação
  • Museus

    Museu Afro Brasil

    Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº, Parque Ibirapuera

    Tel: (11) 3320 8900

    1 avaliação
  • Parques

    Pavilhão Japonês - Parque do Ibirapuera

    Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n, Parque Ibirapuera

    Tel: (11) 5081 7296

    1 avaliação
  • Galerias

    Pavilhão das Culturas Brasileiras

    Parque Do Ibirapuera, Port. 10, Parque Ibirapuera

    Tel: (11) 5083 0199

    Sem avaliação
  • A mostra reúne pinturas e esculturas de vários artistas.
    Saiba mais
  • Clã Brasil e Luizinho Calixto apresentam seu forró pé-de-serra com a companhia de um convidado especial.
    Saiba mais
  • Resenha por Jonas Lopes: Não faltam na cidade exposições de Candido Portinari (1903-1962), devido principalmente ao fato de o modernista ter legado à posteridade cerca de 5.000 obras. Poucas montagens, contudo, possuem a importância de 'Guerra e Paz'. O foco central da mostra está na rara — talvez única — possibilidade de apreciar os dois painéis feitos pelo paulista de Brodowski entre 1952 e 1956. Tratava-se de uma encomenda do governo brasileiro para presentear a Organização das Nações Unidas, em cuja sede nova-iorquina os trabalhos estiveram expostos de forma permanente nas últimas décadas. Como indicam os títulos, extraídos do clássico romance de Tolstói, um dos murais representa a guerra e o outro a paz, e neles Portinari explora a herança cubista sem cair no aspecto apelativo e algo derivativo da série Retirantes. Por causa das dimensões enormes (cada um tem 14 metros de altura por 10 de comprimento), eles estão num espaço chamado Salão de Atos. A Galeria Marta Traba, por sua vez, reúne cerca de 100 estudos preparatórios. De 07/02/2012 a 20/05/2012.
    Saiba mais
  • Junto com o Marquinhos, a Silvinha e um computador muito sabido, você será levado por uma viagem interplanetária, onde irá conhecer os principais astros do Sistema Solar. A atração dura cerca de 50 minutos e é recomendada para crianças entre 5 e 12 anos.
    Saiba mais
  • A sessão aborda algumas constelações e movimentos do céu, depois parte para uma viagem para ver de perto desde os astros mais próximos, como a Lua, até as mais distantes galáxias.
    Saiba mais
  • A pintura de Fernanda parte do treino da pintura clássica e se desprende para pinceladas coloridas e diversificadas, todas focadas na temática do Paraíso. Das quatro séries produzidas pela artista nesses três anos de mestrado, todas carregadas com um tom de ironia, a exposição apresenta as duas mais recentes: Animais da Arte e Paraísos. Nas séries anteriores, Fernanda parte da idéia do paraíso retratado pelos europeus no período de colonização do Brasil, lugares de natureza preservada, para produzir paisagens gigantescas habitadas primeiro por animais, na série Paisagens, e depois por personagens humanos em Retratos Gigantes
    Saiba mais
  • Resenha por Clara Nobre de Camargo: Com uma seleção de doze espetáculos, nove deles para a garotada, o Festival Sesi Bonecos do Mundo começa na quarta (17/08). Durante os três primeiros dias, o evento toma apenas o palco do Teatro do Sesi. Na quinta (18/08), preste atenção em Mano Viva, na qual o elenco da companhia italiana Girovago & Rondella alia gestos precisos e vistosos figurinos às hábeis manipulações. A montagem tem vez ainda no Palco 1 do Ibirapuera no sábado (20/08), às 17h. A programação de sábado (20/08) e domingo (21/08) ocorre exclusivamente no Ibirapuera, onde haverá uma estrutura com cenografia especial, quatro grandes palcos, espaços temáticos e telões. Por lá, ainda estão prometidos a exposição Giramundo 40 Anos de Heróis e Vilões (das 16h30 às 21h), que exibe os bonecos de variados tipos e tamanhos da competente trupe mineira fundada em 1971, e o show do grupo Pequeno Cidadão, formado por Arnaldo Antunes, Edgard Scandurra, Taciana Barros, Antonio Pinto e pelos filhos dos músicos, no sábado (20/08), às 20h30, no Palco 2. Às 17h, 18h e 19h dos dois dias está agendado um ateliê na Tenda dos Mestres, no qual os bonequeiros Chico Simões, Tonho de Pombos, Zé di Vina, Waldeck de Garanhuns e Josivan mostram seus trabalhos e ensinam as crianças a confeccionar e manusear personagens. Também em ambos os dias, das 17h às 20h30, a companhia gaúcha Gente Falante leva Circo Minimal ao Mini Circo. Na encenação, Paulo Martins Fontes dá vida a bonecos de animais em miniatura. Mais um destaque do festival é a presença do manipulador de marionetes russo Viktor Antonov, que se apresenta das 17h às 20h no sábado (20/08) e domingo (21/08), no Palco 4. Em Circo nos Fios, o artista anima de maneira surpreendente um palhacinho, um mágico, macacos equilibristas e outras figuras.
    Saiba mais
  • A mostra reúne as fotografias de Fernando Goldgaber.
    Saiba mais
  • Escolhidas pela curadora Luisa Duarte, as quarenta obras de 22 artistas da compacta e bem pensada mostra foram realizadas na última década. A intenção de Luisa é traçar um paralelo de uma era “pós-utopias”. Dois excelentes vídeos exploram a noção contemporânea de tempo: Compensação dos Erros, de Lais Myrrha, sobre a fracassada tentativa de uma mão tentar escrever as horas ao mesmo tempo em que um relógio corre, e O Inquilino, de Cao Guimarães e Rivane Neuenschwander, no qual uma bolha de sabão percorre lentamente os cômodos de uma casa sem estourar. Marcelo Cidade, Marilá Dardot e Jonathas de Andrade, entre outros nomes, também integram a montagem. Prorrogada até 18/09/2011.
    Saiba mais
  • A mostra reúne fotos de Orlando Azevedo.
    Saiba mais
  • Fotos, desenhos e objetos de Tetê de Alencar.
    Saiba mais
  • Ruth de Souza é homenageada pelo Museu Afro Brasil com uma mostra que reúne pinturas, fotos e objetos pessoais.
    Saiba mais
  • Revela a importância dos tecidos em muitas culturas do continente africano, destacando a produção têxtil de dois importantes povos da África Central: os kuba e os imbuti, mais conhecidos como Pigmeus. As tapas são tipos de tecidos produzidos a partir de “entrecascas” de árvores.
    Saiba mais
  • Escultor dos mais importantes em atividade no país, o polonês naturalizado brasileiro segue em atividade aos 90 anos. Entre as 31 obras selecionadas pelo curador Emanoel Araujo, há fotografias e suas tocantes esculturas e relevos de parede criados a partir de pedaços de árvores queimadas — uma peça, inédita, mede mais de 4 metros de altura. Krajcberg ainda impressiona pela vitalidade e pelo talento em transformar destruição em grande arte. De 08/07/2011 a 06/11/2011.
    Saiba mais
  • A mostra homenageia o centenário de nascimento do artista Carybé, incluindo 19 painéis representando os deuses d’África no Candomblé da Bahia, onde estão representados orixás como Iemanjá, Oxossi, Oxum, Xangô e Ogum entre outros. A exposição apresenta fotos de pinturas, desenhos, esculturas, ilustrações e esboços que marcaram a arte brasileira do século XX e a trajetória deste artista que viveu parte de sua vida na cidade de São Salvador, Bahia.
    Saiba mais
  • Com apoio do Grupo de Plastimodelismo e Pesquisa Santos Dumont, a exposição apresenta cerca de 30 painéis, entre fotografias, esquemas, curiosidades das viagens espaciais do Cosmonauta Yuri Gagarin e do Astronauta Marcos Pontes, maquetes que contam a história da aviação russa que precedeu as naves espaciais e maquetes de naves espaciais que apresentam um futuro fictício rumo ao qual a humanidade pode caminhar. Grátis. De 12/04/2011 a 31/08/2011.
    Saiba mais
  • Espetáculo repleto de cores com imagens e projeções na água da Fonte do Lago Principal do Parque Ibirapuera.
    Saiba mais
  • Nessa sessão de planetário os espectadores voltarão no tempo e acompanham Yuri Gagarin quando, pela primeira vez, o ser humano saiu do planeta Terra. Os pensamentos e a história do primeiro Cosmonauta estão relacionados através da cultura Russa e da mitologia eslovena antiga que via nos astros divindades como Dazhbog, o deus Sol entre outros. A viagem espacial que teve início há 50 anos ainda é questionada pela própria humanidade, mas a sessão nos aponta que essa odisséia é um grande aprendizado.
    Saiba mais
  • A ideia é provocar no visitante uma experiência de encantamento com a natureza proporcionada pela cenografia do arquiteto Marko Brajovic e equipe. A visitação é gratuita, orientada por monitores.
    Saiba mais
  • O público pode acompanhar o trabalho de especialistas do museu, artistas e convidados no processo de documentação, conservação e restauro de dezenove obras do acervo.
    Saiba mais
  • Os 52 artistas do grupo CadaVer se revezam diariamente no corredor que liga a entrada do MAM-SP à Grande Sala para criar um desenho coletivo, que será desenvolvido ao longo dos 159 dias de duração do Projeto Parede. Não há um tema pré-definido, apenas os materiais a serem utilizados: canetas hidrocor, a nanquim e borracha para apagar os desenhos anteriores, na falta de espaço para novos desenhos.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO