Mistérios da Cidade

Área de cerrado no Jaguaré deve virar reserva

Projeto do secretário municipal Eduardo Jorge visa a criação do Parque Ecológico de Campo-Cerrado Doutor Alfred Usteri

Por: Alessandro Duarte [Com reportagem de Dirceu Alves Jr., Giovana Romani, Giuliana Bergamo, Maria Paola de Salvo e Mariana Barros] - Atualizado em

cerrado - 2172
(Foto: Mario Rodrigues)

Uma área onde ainda sobrevive parte das espécies típicas do cerrado que cobriam a cidade quando ela foi fundada, há quase cinco séculos, deverá manter-se inalterada por um bom tempo. Pelo menos é o que pretende o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Jorge, que anunciou a criação de uma reserva no local, destinada à preservação e recuperação da flora remanescente. A iniciativa foi motivada pela reportagem “Paisagem histórica”, de VEJA SÃO PAULO (2 de junho). Quem identificou na área uma aglomeração de plantas naturais do cerrado foi o ambientalista Ricardo Cardim, mestrando em botânica pela USP. O espaço, no Jaguaré, vai se chamar Parque Ecológico de Campo-Cerrado Doutor Alfred Usteri, em homenagem a um dos primeiros botânicos a estudar a vegetação paulistana original.

Fonte: VEJA SÃO PAULO