Passeios

Parece Rio, mas é São Paulo

Programas para se divertir como um carioca aqui na terra da garoa

Por: Veja São Paulo

Biscoito Globo
Biscoito Globo: sabor de Rio de Janeiro (Foto: Reprodução)

Quando os dias estão cinzentos e chuvosos em São Paulo bate aqueeela saudade do Rio de Janeiro. O clima de praia, o povo na rua se exercitando, as lojas de suco e barraquinhas de água de coco...

Inspirados nessas boas lembranças da cidade maravilhosa, listamos aqui alguns programas que vão fazer você se sentir - pelo menos um pouquinho – no clima da carioquice.

+ Dezoito fatos que faltam para transformar São Paulo no Rio de Janeiro

Vamos começar com um dos maiores clássicos de lá, o Biscoito Globo, que FELIZMENTE começou a ser vendido em São Paulo neste ano nas unidades do supermercado St. Marchê e no Empório Santa Maria. Com o biscoito na mão, o que mais você pode querer? Talvez um mate, uma bebida que é a cara dos cariocas. 

Bolados Sucos
Bolados Sucos: salões despretensiosos (Foto: Mario Rodrigues)

Ainda no assunto “coisas refrescantes para beber”, as casas de suco foram feitas para o Rio assim como o pastel de feira foi feito para São Paulo. Aqui na cidade, entre as melhores estão a Frutaria e a Bolados Sucos. Feche os olhos e se imagine em Copa, Ipanema, Leblon...

O pessoal do Rio de Janeiro é expert quando o assunto é botecagem. Os lugares normalmente são tranquilões, de clima descontraído e boa parte deles têm uma varanda agradável ou áreas ao ar livre. As sugestões para se sentir no Rio de Janeiro por aqui são o Pirajá, com seu calçadão apinhado de mesas e piso com mosaicos típicos da orla de Ipanema, e o Aconchego Carioca, filial da casa que é um templo de bolinhos (vá no de feijoada que é sucesso garantido) e cervejas importadas no Rio de Janeiro. Também vinda de lá, a cervejaria Devassa também pode curar os corações saudosos da cidade maravilhosa.

Aconchego Carioca - bolinho de feijoada
Aconchego Carioca: bolinho de feijoada recheado de couve e bacon (Foto: Divulgação)

Na Represa de Guarapiranga você pode fazer uma forcinha e fingir que está nas redondezas do Forte de Copacabana para praticar ou aprender stand-up paddle. Dá para experimentar esse misto de surfe com canoagem com o auxílio de professores da Team Brazil. Cada período com instrutor dura uma hora e meia e custa 100 reais por pessoa com todo o equipamento incluso (prancha, remo e colete). Para quem já é fera e quer só se divertir, o aluguel do equipamento custa 40 reais por hora. Informações pelo telefone: 5666-6167.

Enquanto os cariocas aproveitam a orla da praia para andar de bicicleta, a gente tem Ciclofaixa uma vez por semana e olhe lá. Mas, para ser menos frustrante, dá para colocar a bike para rodar durante a semana sem enfrentar a vida louca do trânsito em um parque, como o Ibirapuera ou o Villa-Lobos de segunda a sábado.

+ Parques para andar de bicicleta com as crianças

Além do nome idêntico, o Centro Cultural Banco do Brasil daqui e de lá também possuem semelhanças na programação. A exposição Picasso e a Modernidade Espanhola, em cartaz em São Paulo, passará para a instituição-irmã a partir de 24 de junho. Também se repetiram nos dois CCBBs outras montagens bem-sucedidas, caso de Impressionismo: Paris e a Modernidade e a mostra de Carlos Bracher, atualmente em cartaz na capital fluminense.

+ Oito motivos para ver a mostra de Picasso no CCBB

Anitta
Anitta: funkeira ataca de DJ (Foto: Gabriel Wickbold)

Para se vestir como um local, invista em peças da Osklen, Reserva ou Cantão. E para se divertir como um local, se jogue na festa Clubinho, cuja atração é o Bloco do Sargento Pimenta, “importado” do Rio. Dá ainda para ir até o chão com a cantora Anitta, que exibe seus dotes de DJ no PanAm.

Fonte: VEJA SÃO PAULO