Diversão

Os novos ritmos da capital: para fazer amigos

Adultos, crianças, cadeirantes e deficientes visuais se divertem com as aulas de dança

Por: Carolina Giovanelli - Atualizado em

Capa 2279 - Ritmos de dança - Cadeirantes
A instrutora Márcia Maria Damiani e Fabiana da Silva: melhorando a postura (Foto: Fernando Moraes)
COREOGRAFIAS ESPECIAIS A restrição de alguns movimentos não desencoraja os cadeirantes que frequentam a Companhia Circodança Suzie Bianchi, no Campo Belo, de encarnar o papel de estrelas dos musicais. Eles ensaiam números simples com a mestra Márcia Maria Damiani. Uma de suas alunas, Fabiana da Silva, de 35 anos, está há três anos nessa atividade. “Fiz muitos amigos por aqui e melhorei minha postura”, comenta. Na Vila Mariana, a Associação Fernanda Bianchini oferece classes gratuitas de balé para deficientes visuais.Associação de Ballet e Artes para Cegos Fernanda BianchiniCompanhia Circodança Suzie Bianchi Fernando Moraes
Capa 2279 - Ritmos de dança - Balé
Karen Ribeiro, mestra do balé clássico: 300 inscritos acima dos 18 anos (Foto: Fernando Moraes)
Karen Ribeiro, mestra do balé clássico: 300 inscritos acima dos 18 anos BALÉ ADULTO Cheia de sorrisos, a professora Karen Ribeiro, do BalletAdultoKR, mostra às suas alunas (e a alguns alunos) o bê-á-bá do balé clássico. Em vez de pequenos pupilos, que aprendem “pliés” e piruetas desde quase o berço, ela instrui interessados a partir de 18 anos, dispostos a realizar o sonho de calçar as sapatilhas pela primeira vez — ou resgatá-las do armário depois de muito tempo esquecidas. “Durante o primeiro ano desse meu trabalho focado em adultos, em 2009, consegui reunir 25 inscritos. Hoje, tenho mais de 300”, orgulha-se.BalletAdultoKR. Studio Ana Esmeralda. Alameda Sarutaiá, 113-B, Cerqueira César, tel.: 3884-4430. Segunda e quarta, 8h30 às 10h; terça e quinta, 19h às 20h30; sábado, 9h30 às 11h. Matrícula: R$ 120,00. Mensalidade: R$ 150,00 (uma vez por semana) e R$ 240,00 (duas vezes por semana). Sala de DançaStudio de Danças Marcia Pee + Os novos ritmos de dança da capital CRIANÇAS EM AÇÃO A garotada também tem a oportunidade de dominar estilos como o jazz, o hip-hop e a dança de salão. O objetivo desses cursos está longe de ser a montagem de coreografias complicadas. Aqui, o que se quer é promover o primeiro contato dos pequenos com os movimentos do corpo. Os exercícios fazem as vezes também de atividade física com ares descontraídos.Cia La LunaEspaço DPromenade Estúdio de Dança

Fonte: VEJA SÃO PAULO