Música

Pai da cantora Amy Winehouse se apresenta no Teatro Bradesco

O show do artista, junto de Elza Soares, tem como objetivo arrecadar dinheiro para a fundação que leva o nome de sua filha

Por: Bárbara Öberg - Atualizado em

Mitch Wynehouse
Mitch Winehouse: show com Elza Soares no Teatro Bradesco nesta segunda (16) (Foto: Harry Pseftoudis)

Nesta segunda (16), o cantor britânico de jazz e bossa nova Mitch Winehouse, pai da famosa cantora Amy Winehouse, falecida em 2011, aterrissa em São Paulo. Ao longo de sua primeira turnê no Brasil por quatro cidades, promoverá a Amy Winehouse Foundation, uma instituição de caridade criada pela família da artista, que ajuda jovens e crianças carentes em uma série de frentes - o que inclui aconselhamento sobre alcoolismo e dependência de drogas, os dois males que causaram a morte prematura da moça, aos 27 anos.

+ Herdeiros de famílias tradicionais resgatam sem-teto

Acompanhado da cantora Elza Soares e do percussionista Anselmo Netto, Mitch apresentará também seu novo álbum intitulado Bela Brasil, que conta com dois duetos com a vocalista brasileira. A renda dos discos vendidos no Brasil e dos ingressos das exibições será doada pela Fundação Amy Winehouse a ONGs nacionais que dão suporte a jovens em situação de vulnerabilidade social. Confira o bate-papo com o artista:

Ouvi dizer que você é fã de música brasileira, quais são os seus músicos e compositores favoritos?

Suas fontes estão certas, eu sou um grande fã, o meu favorito é Tom Jobim. Ele é muito famoso em Londres.

Conte-me um pouco sobre o show. Você vai cantar músicas da Amy?

Eu não vou cantar músicas dela, mas a Elza vai. Que eu me lembre, ela escolheu interpretar Back to Black e Body and Soul (regravada por Amy em 2011). O repertório do espetáculo, além de contar com algumas canções brasileiras, também trará composições britânicas dos meus CDs antigos com um toque brasileiro.

Como começou a parceria com a cantora Elza Soares?

Um amigo nosso em comum nos apresentou. Acho-a uma mulher encantadora, é um prazer poder cantar com ela.

Amy Winehouse - 2199
Amy Winehouse: Elza Soares cantará duas músicas da artista britânica (Foto: Divulgação)

Acredita que as pessoas comprem seu CD pelo seu talento ou pela fama da sua filha?

Não sei, talvez pelos dois motivos. Eu não me importo com o porquê, contanto que eles continuem comprando e que o dinheiro arrecadado ajude a Fundação Amy Winehouse.

+ Gal Costa: "As pessoas aqui são como velhas conhecidas"

Quais são os planos da Fundação Amy Winehouse no Brasil?

Com o dinheiro arrecadado com as apresentações e as vendas do CD Bela Brasil, queremos ajudar várias instituições por aqui. Já temos uma na lista. O AfroReggae, no Rio de Janeiro, por exemplo, faz um trabalho incrível.

É a sua primeira visita ao país? Quais são suas primeiras impressões? 

Sim, é minha primeira vez. Quando Amy esteve aqui, em 2011, ela chegou a me ligar e contar todas as maravilhas que tinha visto por aqui. Ficou apaixonada, se sentiu muito acolhida e falou várias vezes que eu deveria me juntar a ela. Na época, minha vinda foi inviável, mas hoje consigo entender o seu deslumbramento e todo seu entusiasmo na época. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO