Transporte

Governo do estado anuncia medidas para pacto do transporte

Governador se encontrou com manifestantes do MTST nesta manhã e garantiu aumento de bolsa-aluguel

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

Metrô
Três novas estações de metrô serão incluídas no projeto de São Paulo (Foto: Marcelo Kura)

O governador Geraldo Alckmin anunciou na manhã desta terça-feira (25) três projetos que serão apresentados ao governo federal como parte do Pacto Nacional pela Mobilidade. Entre as propostas estão a  extensão da Linha 5-Lilás do metrô do Capão Redondo ao Jardim Ângela, a reforma de 30 estações da CPTM e um corredor de ônibus em Campinas.

As estações da CPTM serão reformadas para ter maior acessibilidade, obra no valor de 1,2 bilhão de reais. Na linha 5- Lilás, três novas estações serão incluídas no projeto, levando o metrô até o Jardim Ângela, aumentando o percurso em três quilômetros.

O anúncio aconteceu logo após encontro com representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), que organizaram manifestações em três pontos da capital. Além destas medidas, o governador aumentou a bolsa-aluguel de 300 para 400 reais e confirmou a redução da tarifa dos ônibus intermunicipais da EMTU. A redução deve ser em média de 0,15 centavos.

Desde às 7 horas da manhã desta terça, um total de 1,5 mil manifestantes saíram do Campo Limpo e Capão Redondo, na Zona Sul, e de Guaianazes, na Zona Leste. A manifestação foi organizada pelo MTST e pelo grupo Periferia Ativa, com apoio do Movimento Passe Livre (MPL). Os grupos do Capão Redondo e do Campo Limpo se encontraram nas proximidades do Terminal João Dias e seguiram para o Palácio dos Bandeirantes.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 11h30, todos já haviam dispersado. A manifestação ocorreu sem incidentes mais graves.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO