Paulistano Nota Dez

Ornitólogo cultiva plantas que atraem beija-flores

Praça Uirapuru, em frente ao escritório de Johan Dalgas Frisch, tem espécies de países como Austrália e Moçambique

Por: Angela Pinho - Atualizado em

johan dalgas frisch
Frisch na Praça Uirapuru, na Zona Oeste (Foto: Mário Rodrigues)

Poucos sabem, mas há um jardim botânico em miniatura a alguns metros da Marginal Pinheiros, no Morumbi. Chama-se Praça Uirapuru e abriga flores de países como Austrália, China, Guiana Francesa e Moçambique. O responsável é o engenheiro e ornitólogo Johan Dalgas Frisch, que se mudou para uma casa em frente ao local na década de 50 e começou a procurar plantas que atraíssem beija-flores. “É o animal mais bonito do planeta”, diz ele, um paulistano filho de dinamarqueses. O nome do espaço é uma homenagem a um dos grandes feitos de Frisch, realizado em 1962: a primeira gravação do canto do uirapuru, ave da Amazônia que só emite a melodia quinze dias por ano. Em 1973, ele trocou de endereço, mas manteve seu escritório na praça e continuou pesquisando novas flores durante viagens ao exterior. Pelas suas contas, já cultivou mais de cinquenta espécies. Nunca recebeu nada por isso. “Minha recompensa é passar o dia escutando os pássaros”, afirma. Atualmente, tem a ajuda de cinco vizinhos. Juntos, eles dividem a conta de água para regar o jardim e as mudas e pagam o salário de um segurança.

No último dia 8, Frisch conseguiu, junto à prefeitura, renovar a permissão para administrar a área. Assim como ele, cerca de 500 paulistanos, entre pessoas físicas e jurídicas, adotam praças. Para seguir seu exemplo, é preciso entregar uma proposta de manutenção à subprefeitura em cuja jurisdição ela fica. Segundo o ornitólogo, sua resposta demorou alguns meses para sair. “Eu estava com medo de que alguma empresa assumisse só para colocar uma placa de publicidade e parasse de cuidar das plantas”, lembra. A mais nova iniciativa de Frisch requer atuação do governo federal. No dia 5, ele enviou uma carta à presidente Dilma Rousseff com um pedido: o de obrigar as empreiteiras a plantar uma amoreira, pitangueira ou jabuticabeira em cada terreno do programa Minha Casa Minha Vida. Elas atraem os passarinhos que Frisch tanto gosta de ouvir.

Nome: Johan Dalgas Frisch

Profissão: engenheiro

Atitude transformadora: adotou uma praça para cultivar ali plantas que atraem beija-flores

Fonte: VEJA SÃO PAULO