Esporte

Onde praticar parkour na cidade

Mania de pular muros e obstáculos tem se popularizado na capital

Por: Pedro Katchborian e Adriano Conter - Atualizado em

Sequence 02
O tracer Marcello Dominichelli: fôlego e disposição (Foto: Adriano Conter)

Quem não conhece, pode até estranhar homens e mulheres pulando muros e passando por obstáculos que fazem parte do cotidiano paulistano – como lixos, canteiros, grades e correntes. Nada mais são do que tracers, ou praticantes de parkour, que consiste exatamente nisso: passar pelas “barreiras” urbanas da maneira mais rápida possível usando apenas o próprio corpo.

O esporte, que surgiu na França nos anos 80, vem se popularizando por aqui aos poucos, desde que chegou em 2004. Na capital, ganhou uma academia especializada, a Tracer, que fica em Pinheiros. Ali, é possível se aventurar em ambiente mais seguro e local fechado.

+ Lutadores Esquiva e Yamaguchi Falcão planejam assinar contrato com Ronaldo

O treino exige fôlego e disposição: subir e pular caixotes, andar em uma barra de metal para testar equilíbrio e pular em pequenos blocos de madeira grudados na parede. No começo não é fácil, imagine subir em uma estrutura com mais de dois metros e se jogar, sem nem ao menos um colchão para aliviar a queda.

Mas o aluno acaba se familiarizando, afirma Jean Weirner, dono da academia. Segundo ele, a falta aparente de proteção serve para facilitar os movimentos. “Não colocamos colchão em alguns exercícios para a pessoa criar uma consciência corporal. Se ela fizer com a possibilidade de cair em um colchão, vai ficar muito mais difícil de realizar os exercícios sem ele depois", diz. E atesta: “Nunca ninguém se machucou aqui na academia, só algumas torções leves”.

Com a experiência,  o esporte se torna uma atividade física como qualquer outra – sem restrição de idade.  A ressalva é sempre a mesma: antes de começar, consulte um especialista. Para aqueles que ficaram interessados, além da academia, há um grupo que se reúne regularmente. Veja os detalhes:

Academia Tracer

Academia especializada em parkour, o local oferece aulas semanais do esporte. Há turmas para menores de 13 anos e para adultos. A mensalidade sai por R$ 180,00 para duas aulas por semana e R$ 250,00 para usufruir livremente da academia.

Parkour Brazil

O grupo realiza encontros semanais em diferentes locais de São Paulo. Um desses eventos ocorre dia 27 no Parque da Aclimação. A atividade, nomeada de Alonga-Jour, tem como tema o alongamento, mas é uma boa opção para quem quer saber mais sobre a prática do parkour. Outros pontos de encontro da equipe são: Metrô Vergueiro, Liberdade, Praça da Sé e Parque da Juventude. Também oferece aulas com mensalidade a R$ 100,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO