Utilidades

Serviços personalizados: saiba onde encontrar o seu Pereirão

Além da marida de aluguel, personal organizer e stylist estão na lista

Por: Adriano Conter

Griselda Pereira - Pereirão - 2257
Pereirão: São Paulo também tem as suas maridas de aluguel (Foto: Divulgação/ Rede Globo)

Maridas de aluguel não faltam na empresa da personagem Pereirão, a heroína da novela “Fina Estampa”, da Rede Globo. Em São Paulo, essas mulheres que ganham a vida fazendo pequenos reparos domésticos em casas alheias também existem, mas não são assim tão abundantes. VEJINHA.COM conversou com sete maridos de aluguel até encontrar uma Griselda Pereira de verdade.

+ 6 personal trainers de famosos dão dicas para ficar sarado

+ Guia com mais de trinta serviços para quem vai se mudar

A primeira foi Marina Pereira, uma das poucas que oferecem o serviço na cidade. Com o sobrenome igual ao da personagem, não demorou muito para a jovem de 23 anos ganhar um apelido. “Todo mundo já me chama de Pereirão”, contou enquanto pendurava uma cortina na casa de uma vizinha.

+ Cerveja e chope ganham serviço delivery na cidade

Filha de um empreiteiro e moradora da Zona Norte, a especialidade da jovem, no entanto, é a pintura. Mas suas habilidades não param por aí: “Faço rejunte de azulejo, passo massa corrida, faço de tudo um pouco”, diz Marina, que aos 15 anos já acompanhava as obras do pai.

+ Conheça a capital brasileira dos garçons

A Pereirão paulistana confessa que o trabalho é duro, mas garante que é melhor do que ser vendedora ou atendente de telemarketing, profissões nas quais já se arriscou. Seu “batente” vai de segunda a sexta das 7h às 17h e, com a novela, as requisições estão aumentando, afirma. O preço varia de um trabalho para o outro. Para fazer textura em parede, por exemplo, cobra R$ 15 por metro quadrado. A marida pode ser encontrada por meio do celular (11) 8507-8554 e atende em toda a cidade.

+ Taxistas de São Paulo cobram taxas de chamada e agendamento

Como Marina, Alice Bertolli, de 37 anos, também aprendeu o serviço de marida de aluguel com o pai, mecânico. Dona de casa desde jovem, Alice decidiu encarar o emprego pesado de pintar, arrumar telhados e encanamentos há dois anos, após uma separação. No início, atendia pessoas próximas, mas com a novela decidiu expandir o negócio e colocou um anúncio na internet. Atualmente, atende toda a Zona Norte.

+ Nostalgia: cresce oferta de produtos e serviços retrô

Com preços que começam em R$ 50, a marida garante que é sempre bem recebida na casa de seus clientes: “Nunca sofri preconceito”. Ela pode ser contratada pelo telefone (11) 8680-8386.

+ Vale a pena contratar alguém para instalação e retoques finais?

Mais experiente, Cida Gomes, de 54 anos, trabalha na franquia Freguesia do Ó, também na Zona Norte, da empresa Doutor Resolve. No ramo há cinco anos, ela aprendeu a usar ferramentas com o marido, que comumente fazia consertos em casa. No início, era autônoma e trabalhava para amigos e parentes, arrumando pequenas coisas, como ferros de passar roupa. Hoje, já supervisiona o trabalho de pedreiros com anos de prática e, quando algum deles falta, volta a colocar a mão na massa. “Já costurei e fui vendedora, mas agora acho que me encontrei”, diz.

Cida Gomes
Cida Gomes: trabalho de qualidade para quebrar o preconceito (Foto: Divulgação)

Ao contrário de Alice, Cida conta que já sofreu preconceito, mas que a qualidade de seu trabalho acaba com qualquer dúvida sobre suas habilidades. “Mulher tem mais capricho”, afirma. A Doutor Resolve da Freguesia do Ó atende pelo telefone (11) 3931-7108.

Confira abaixo outros profissionais paulistanos que oferecem os mais diversos serviços personalizados, para quem não tem tempo ou apenas busca um pouco mais de conforto.

Marido de aluguel

Tomadas, válvulas, fios e cabos, lâmpadas de diferentes tamanhos e escada. A caminhoneta de Valdir José Peres, um dos pioneiros no serviço de marido de aluguel, é como uma caixa de ferramentas ambulante. A bordo dela, chega a visitar até três clientes por dia. Ele é contratado para resolver problemas domésticos dos mais diversos: pregar quadros e varais, instalar interruptores, desentupir pias e trocar torneiras.

Tel.: 3924-2032 / 9198-4554

Site: www.maridodealuguel.com

Preço: R$ 80 a hora

Personal stylist e shopper

Kika Pagnot circula por lojas a fim de montar looks adequados para seus fregueses, que podem acompanhá-la nos endereços selecionados e entender como funcionam as escolhas. Se o cliente preferir, ela faz uma varredura pelas lojas e leva a ele as peças encontradas, em consignação. Segundo ela, são necessários no mínimo três encontros para notar mudanças no jeito de comprar e de vestir.

Tel.: 3832-7632/ 9993-0190

Site: www.kikapagnot.com.br

Preço: a partir de R$ 140 por hora.

+ Personal stylist vai repaginar Kaká

Personal organizer

Personal organizer, Cristina Papazian ganha a vida arrumando a bagunça dos outros. O serviço pode levar dias, dependendo do tamanho da residência. Além de detectar e resolver os problemas da casa, ela ensina ao cliente – e aos seus funcionários – boas práticas para manter o lar em ordem.

Tel.: 9304-1092

Site: www.cristinapapazian.com.br

Preço: a partir de R$ 350 a diária

+ O que exatamente faz um personal organizer?

Personal chef

Patricia Abbondanza e Mayra Abucham estudaram gastronomia em Nova York e ganham a vida como personal chefs. O módulo de seis aulas, com duração de quatro horas cada uma, fornece lições de culinária tanto para os donos da casa quanto para os empregados, de acordo com os gostos de cada contratante.

E-mail: contato@dedodemoca.net

Site: www.dedodemoca.net

Preço: três parcelas de R$ 1.430

Personal dancer

O personal dancer é indicado para quem gosta da atividade, mas não tem lá muita ginga. Também serve para quem já entende do riscado, mas está sem companhia. Do bolero ao samba, eles dominam quase todos os ritmos. Na hora de escolher um bom pé de valsa, a dica é seguir as sugestões de algumas escolas de dança renomadas da cidade. A Stella Aguiar, por exemplo, dispõe de dançarinos profissionais que atuam também como personal dancers em eventos e aulas individuais.

Tel.: 5055-9908

Site: www.stellaaguiar.com.br

Preço: entre R$ 120 e R$ 150 por um período de três horas

Dogwalker

A Dogwalker, no Campo Belo, é especializada em oferecer passeios para cães. Enquanto o dono trabalha, funcionários da empresa cuidam dos bichinhos com passeios recreativos e educativos em parques e praças da cidade. Os veterinários calculam o tempo de duração do passeio de acordo com a condição física do animal, que deve estar devidamente vacinado e livre de pulgas e carrapatos. Fêmeas no cio e machos não castrados ficam de fora. O serviço inclui transporte, assistência veterinária e adestramento básico.

Tel.: 5094-0541

Site: www.dogwalker.com.br

Preço: a partir de R$ 360 por mês, com duas saídas por semana

Fonte: VEJA SÃO PAULO