Comidinhas

Nove lugares para comer gulodices no Tatuapé

Novidades e endereços clássicos, como a Di Cunto e A Casa do Churro, não faltam para abrir o apetite 

Por: Veja São Paulo

Quem resiste a um churro? Ou bolo gelado? Ou hambúrguer com milk-shake? Pois o bairro do Tatuapé reúne essas e outras delícias, todas bem pertinho umas das outras:

+ Veja uma lista com bolinhos de dar água na boca 

Casa do Churro
A Casa do Churro: é possível fazer uma refeição completa só com churros nessa casa, a começar pela versão salgada de bacalhau com catupiry (13,00 reais) (Foto: Leo Feltran)

A Casa do Churro: Devorar um churro sozinho é tarefa fácil, certo? Mas se a guloseima em questão for a gigante espiral desta casa, isso deixa de ser tão simples. De tão grande (são cerca de 3,30 metros de comprimento), ela é servida numa caixa de pizza. Apenas polvilhada de açúcar e canela, custa R$ 70,00. Mais conhecido dos paulistanos, os tubinhos de massa frita e recheada surgem em sabores como doce de leite, chocolate e geleia de banana (R$ 8,00). Mas há também as versões salgadas e mais gorduchas, como o de pasta de tomate seco, frango com catupiry ou bacalhau, todos por R$ 13,00. 

Casa de Bolos: bolo gelado no pote
Casa de Bolos: bolos gelados nas versões brigadeiro, prestígio, laranja, abacaxi e limão (R$ 7,00) (Foto: Divulgação )

Casa de Bolos: Haja fermento para essa rede de Ribeirão Preto! São mais de 200 filiais, cinquenta delas somente na capital paulista, nas quais cerca de 45 receitas se revezam nas vitrines, entre tortas, cucas e bolos caseiros. Quem prefere algo mais açucarado, pode levar para casa o bolo de churro, que exibe massa com canela e recheio de doce de leite (R$ 18,00). A novidade deste verão vem em potinhos (R$ 7,00 com cerca de 250 gramas) e é vendida em cinco sabores: bridadeiro, abacaxi, laranja, limão e prestígio - são bolos gelados que alternam camada de massa, creme ou pedaços da fruta. 

Condimento
Condimento: entre as receitas de sotaque americano, o brownie alpino  (Foto: Fernando Moraes)

Condimento: Comandada por Carol Doher, a doceria tornou-se um endereço queridinho na região do Tatu­apé. A decoração delicada se estende ás guloseimas expostas em uma mesa, que fica logo na entrada da loja. Enchem os olhos os bolos como o red velvet (R$ 19,00 a fatia) e o de cenoura regado a ganache (R$ 11,00 o individual). A versão de banana pode ser entregue com calda de brigadeiro (R$ 12,00) ou ainda ganhar a companhia de uma bola de sorvete (R$ 16,00). 

Os doces em disposição na Di Cunto: massas e sobremesas deliciosas para todos os gostos
Di Cunto: um clássico paulistano desde 1935 (Foto: @vivamooca)

Di Cunto: Um clássico paulistano, nas mãos da mesma família desde a fundação, em 1935. Fazem jus à boa fama a sfogliatella de ricota e frutas cristalizadas (R$ 8,60), feita na massa folhada bem crocante, e o panforte (R$ 7,80), docinho típico da Toscana à base de cacau, nozes, amêndoas e frutas cristalizadas. Ainda no rol de gostosuras italianas, tem cannoli recheados na hora, de creme de ricota, chocolate ou baunilha (R$ 7,80 qualquer um deles).

Brigadeiro Dicunhada - Dia das Mães
Brigadeiro Dicunhada: de 20 a 28 diferentes versões por dia (R$ 4,50 cada)  (Foto: Divulgação)

Dicunhada: Além de tirar a palavra brigadeiro do nome, este endereço charmoso do Tatuapé acrescentou novidades salgadas no cardápio. Antes de atacar os doces, peça um pedaço da nova torta de costela desfiada marinada na cerveja e feita com creme de cebola servida ao lado de uma salada de folhas por R$ 28,90. Para beber, suco natural de frutas vermelhas servido num copo decorado com geleia de maracujá (R$ 14,00). Fãs do bem-casado poderão desfrutá-lo com camadas de pão de ló e de leite Ninho, doce de leite ou limão-siciliano, servido em fatia generosa por R$ 15,00. 

Garage Burger
Garage Burger: lanches em ambiente inspirado em corridas de Stock Car (Foto: Tadeu Brunelli)

Garage Burger: A temática é voltada ao universo da alta velocidade. Na seção apelidada de combustíveis ficam as bebidas. Onde aparece a palavra grid (que, na linguagem das pistas, significa a posição de largada) estão listados os sanduíches montados na ciabatta. O omega suprema (R$ 36,90) combina filé-mignon, mussarela de búfala, queijo prato, ovo e molho tártaro. Hambúrgueres surgem em três tamanhos e podem ser turbinados com “acessórios” à escolha do cliente. Há salada (R$ 4,50), creme de milho (R$ 4,50) e até chili (R$ 5,30).

Marco Polo Gelateria & Caffè: Diariamente, 24 sabores ficam expostos na vitrine desta sorveteria instalada diante de uma praça bem sossegada. É possível eleger até três deles para preencher o potinho pequeno (R$ 10,00), médio (R$ 12,00) ou grande (R$ 15,00). Fiéis aos frutos, as versões de maracujá e de pistache estão entre as melhores. Mais cremosas, as opções doce de leite e marco polo (de café com baunilha e amêndoas) também fazem bonito. Outros novos sabores são o de ginger cookies e floresta negra.

Panificadora Marengo: O cliente pode pedir por salgadinhos a preços bem camaradas como coxinha (R$ 1,35), bolinho de bacalhau (R$ 1,35) ou em empada grande de frango com requeijão ou palmito (R$ 3,80). Lanches não ficam de fora: clássico cheese burger (R$ 9,90) até o beirute da casa (R$ 44,90) feito com filé-mignon, queijo, ovo, presunto, bacon, cogumelos-de-paris, maionese alface e tomate, para servir no máximo três pessoas, estão no cardápio. Na seção açucarada, uma taça com sorvete de creme, chocolate, suspiro e chantili (R$ 23,90) faz a alegria.  

Floresta Negra_suave sabor
Suave Sabor: bolo floresta negra  (Foto: Divulgação)

Suave Sabor: Seus bolos seguem a linha “quanto mais recheio (e cobertura), melhor”. Chamam atenção na vitrine as sugestões enfeitadas com morangos frescos, disponíveis durante o ano inteiro. Em uma delas, a fruta aparece combinada a creme e rolinhos de chocolate ao leite (R$ 66,00 o quilo). Outra opção leva massa folhada e chantili (R$ 63,00 o quilo). Antes de atacar os doces, a clientela quase sempre prova os salgados daqueles de festa de criança — como resistir? Coxinha, bolinha de queijo e rissole surpreendem pela qualidade da fritura, sempre sequinha, e pelo preço camarada. Cada unidade em tamanho de festa custa R$ 1,50. 

+ Melhor de três: o teste da coxinha 

+ Ótimos hambúgueres que custam um pouco mais que os de fast-food

 

 

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO