Doces

Lojas para comprar bons chocolates

Conheça endereços que preparam ótimos bombons, trufas e diversas outras opções açucaradas

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Amma
Casa do Sabor Amma: o melhor chocolate da cidade (Foto: Mario Rodrigues/Veja São Paulo)

Seja para presentear alguém ou para devorar sozinho, o chocolate surge em ótimas versões em diversas lojas da cidade. No ateliê da chef Renata Arassiro, no Campo Belo, os criativos bombons são feitos com matéria-prima belga da grife Callebaut. Uma das versões leva framboesa ao limão-siciliano. As guloseimas custam de R$ 5,00 a R$ 7,00.

+ Bolos bem recheados para experimentar

Na loja da Casa do Sabor AMMA, premiada por vender o melhor chocolate da cidade pela mais recente edição de VEJA COMER & BEBER, é possível comprar tabletes com sete gradações de cacau orgânico vindo de Salvador. 

+ Aprenda a fazer o bombom Ferrero Rocher

Confira abaixo catorze lojas que preparam boas versões do doce:

Anusha Chocolates: gostosos e bem acabados, os bombons recheados de gianduia, caramelo, café e Amaretto custam R$ 350,00 o quilo. Chocolates moldados em formato de sapato com salto alto (R$ 94,00; 230 gramas) e peças de Lego (R$ 40,00) são opções criativas para presentear.

Busy Bee Chocolates: como uma abelha trabalhadeira, a proprietária Luciana Baptista prepara chocolates de qualidade há 27 anos. Ficam expostos dentro de cubos de acrílico bombons (R$ 6,00 cada um) em cinco sabores. Há nougat, avelã, marzipã, alpino e físalis, que surge em uma forminha de papel.

Casa do Sabor AMMA: é do solo baiano que brotam as melhores barras de chocolate da cidade, segundo a última edição de VEJA COMER & BEBER. Da fábrica no bairro de Porto Seco Pirajá, em Salvador, são despachados para São Paulo tabletes (R$ 17,00; 80 gramas) com sete gradações de cacau orgânico. A opção de 30% agrada a quem gosta da versão ao leite, cremosa. As delícias estão à venda na loja paulistana da marca, que fica em uma casa modernista de 1938.

Cau Chocolates: Yellow box
Cau Chocolates: caixa com nove unidades (Foto: Divulgação)

Cau Chocolates: a marca produz alguns dos melhores bombons da cidade, e, a cada visita, decidir o que levar não é das tarefas mais fáceis. Encantam variedades como caipirinha, de sabor levemente alcoólico, e maracujá, com bom equilíbrio entre o doce e o azedinho da fruta. O que vem preenchido por um delicado marzipã também faz a linha dos imperdíveis, assim como o de pasta de avelã. A caixa com nove unidades, tão bonita que vale por um presente, custa R$ 68,00, e a que tem dezesseis bombons sai a R$ 92,00.

Chianti Chocommelier: a casa investe na harmonização de bombons com vinho, uísque e até azeite. Melhor investir nas combinações acertadas, como a de um cálice do vinho grego fortificado Mavrodaphne of Patras junto do docinho de cacau salpicado por lascas de grana padano (R$ 20,00). Quem quiser ficar só nos bombons, todos feitos com matéria-prima belga da marca Callebaut, paga R$ 4,50 pela unidade de versões como as de cardamomo e de caramelo com noz-pecã.

Dia das mães chocolate
Chocolat du Jour: boas trufas (Foto: Divulgação)

Chocolat du Jour: as vitrines exibem bonitos bombons de chocolate ao leite, entre eles o de caramelo com flor de sal (R$ 6,50 cada um) e o de cereja (R$ 8,50). As trufas de cachaça custam R$ 6,50 cada uma. O brigadeiro de colher, vendido em pote de vidro de 400 gramas, custa R$ 57,00.

Chocolates Marghi: fisgam o olhar as vitrines repletas de bombons moldados com matéria-prima belga e vendidos a R$ 200,00 o quilo. Derretem na boca versões como a de chocolate ao leite com pistache torrado em pedaços ou, ainda, as tentadoras trufas recheadas de maracujá. Boa opção para presente, o nouga tem formato de sapatinho e passa na balança pelo mesmo valor. O preço do quilo sobe para R$ 242,00 entre as receitas que levam marzipã.

Crismel: surpreendem pelo sabor o bombom meio amargo recheado de laranja e pimenta e os de framboesa com ganache de limão e de chá-verde com maracujá, ambos finalizados por uma camada de chocolate branco. As trufas são apresentadas em formato de um quadrado fininho em sabores como passas ao rum, damasco e figo seco ao vinho do Porto. Uma grande barra de chocolate ao leite incrementado de pistache caramelado pode ser quebrada no tamanho que o cliente preferir. Tudo é vendido por R$ 290,00 o quilo.

Lindt - chocolate
Lindt: tabletes bem fininhos (Foto: Divulgação)

Lindt: na lista dos produtos mais requisitados estão os bombons da linha Lindor (R$ 19,90 cada 100 gramas), que aparecem recheados de chocolate amargo, caramelo, limão e morango. A versão tradicional, ao leite, também é vendida na forma de pequenos tabletes, bem fininhos, que preenchem a boca de forma suave. Nesse caso, o pacote de 100 gramas custa R$ 22,90.

Opera Ganache
Opera Ganache: com vinho do Porto (Foto: Mario Rodrigues)

Opera Ganache: são de encher os olhos os bombons de acabamento colorido, em que são usados pigmentos feitos à base de manteiga de cacau. A versão de framboesa é moldada em chocolate ao leite e recheada com ganache e polpa da fruta. Custa R$ 4,00.

Pati Piva: brilhantes e fresquíssimos, os bombons com recheios de chocolate ao leite, pistache e avelã saem por R$ 5,00 cada um. Entre as trufas, merecem a fama as de caramelo e de amêndoas. Elas são vendidas por R$ 5,00 a unidade, mesmo valor dos quadrados chamados de bruxinhas, que são preenchidos por brigadeiro, doce de leite ou Nutella.

Renata Arassiro Chocolates: com a competência técnica de quem é embaixadora da Callebaut no Brasil, Renata Arassiro esculpe bombons que conquistam pelo visual e arrebatam o paladar. Difícil escolher entre o de chocolate com 68% de cacau valorizado pelo azedinho sutil da geleia de cajá e o que leva priprioca, uma aromática raiz amazônica, e vem espetado em um palito como se fosse pirulito. Cada unidade sai a R$ 5,00 e pode ser consumida na loja ou levada para casa em graciosas caixinhas.

Tchocolath: além das trufas de cereja, damasco, framboesa e brigadeiro (R$ 3,30 cada uma), entre outros sabores, e da língua de gato ao leite (R$ 22,00 a caixa com 100 gramas), o pão de mel foi roubando pouco a pouco a cena. Os mais simples são as sem recheio, apenas cobertos de chocolates branco, amargo ou ao leite, que custam R$ 5,50.

Vila Chocolat, em Pinheiros, reúne tentações em sua vitrine  Foto2167
Vila Chocolat: caixa para presente com 36 unidades (Foto: Mario Rodrigues)

Vila Chocolat: apesar da grande oferta de bolos, sorvetes e guloseimas, são os docinhos de cacau que continuam a fazer a fama do endereço. O bombom de chocolate ao leite recheado de cachaça é estampado com bandeirinhas do Brasil. Também para o paladar adulto, tem o de champanhe, que exibe interior quase líquido. Há opções produzidas sem adição de açúcar que custam o mesmo preço das outras: R$ 5,00. Para presentear, leve a caixinha que reúne duas (R$ 12,00), quatro (R$ 22,00), seis (R$ 33,00), nove (R$ 45,00), doze (R$ 58,00) ou dezesseis (R$ 76,00) unidades.

+ Quinze sobremesas que custam até quinze reais

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO