Pets

Onde adotar um cachorro

ONGs e outras entidades oferecem animais abandonados. Interessado deve passar por entrevista

Por: Daniel Ottaiano - Atualizado em

Vira-latas
Filhotes de vira-latas: há milhares deles à espera de um dono. Que tal você? (Foto: Luis Gomes)

Para salvar uma parte dos cães deixados à própria sorte nas ruas de São Paulo, ONGs e associações de defesa dos bichos saem em busca de animais em más condições. Depois de resgatá-los e prestarem cuidados, oferecem-nos a gente interessada em adotá-los. Virar dono de um vira-lata, porém, exige entrevista para que o pet não corra o risco de ser novamente abandonado.

+ Saiba também onde comprar um labrador

Confira cinco locais que trabalham com adoção de cães e gatos na cidade.

Centro de Controle de Zoonoses – Possui cerca de 260 cães e 90 gatos à espera de um lar. Os interessados, após entrevista de pré-adoção, precisam levar uma coleira, caixa de transporte, CPF, RG e comprovante de residência. É cobrada uma taxa de 15,25 reais e o Registro Geral do Animal (RGA) é emitido na hora.

Rua Santa Eulália, 86, Santana, (11) 3397-8900

http://www.prefeitura.sp.gov.br/zoonoses.

Projeto CEL – Nos fins de semana, a entidade promove uma feira no Pet Center Marginal, das 14h às 21h. É preciso levar documento de identificação, comprovante de residência e passar por uma entrevista seletiva. Paga-se uma taxa de 50 reais e é necessário comprar dois quilos de ração, doados ao projeto.

Avenida Presidente Castelo Branco, 1795, Pari, (11) 2852-8403.

http://www.projetocel.org.br.

Solidariedade à Vida Animal – Uma vez por mês (normalmente no segundo sábado), das 12h às 16h, a ONG realiza feira para adoção de cães e gatos. É preciso passar por entrevista e preencher um termo de responsabilidade, apresentar RG, CPF e comprovante de residência, além de doar dois quilos de ração.

Avenida Presidente Tancredo Neves, 580, Ipiranga, (11) 9987-4188.

http://www.sava.org.br.

 

União Internacional Protetora dos Animais – A população de cães e gatos da entidade varia de 1200 a 1500 animais, distribuídos em 9 000 metros quadrados. Para adotar, o interessado deve ir ao local e responder a um questionário. Se considerada apta, a pessoa escolhe o pet e paga uma taxa de 50 reais. Todos os bichos já são castrados e vacinados. A organização acompanha o mascote após a adoção e fornece consulta veterinária gratuita durante 60 dias.

Avenida Presidente Castelo Branco, 3200, Canindé, (11) 3228-1462.

http://www.uipasp.org.br.

 

União SRD – A sigla significa Sem Raça Definida. Cães e gatos abandonados ficam em casas provisórias até que alguém descole para eles um lar definitivo. O interessado, após entrevista, deve preencher um termo de adoção e pagar taxa de 25 reais. A associação não tem endereço fixo pois os bichos ficam espalhados em residências de voluntários.

http://www.uniaosrd.com.br.

Fonte: VEJA SÃO PAULO