No clima

Oito bares para paquerar

Conheça os indicados na categoria da edição “Comer & Beber” deste ano

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Alberta #3 - 2215
Alberta #3: acalorado ambiente decorado com papel de parede de estampas psicodélicas (Foto: Mario Rodrigues)

O júri da edição “Comer & Beber 2011-2012” de VEJA SÃO PAULO elegeu o Alberta #3 como o melhor bar para paquerar. Além do endereço no centro, outros sete foram indicados na categoria.

 

Confira abaixo oito lugares badalados onde a troca de olhares rola solta:

 

  • Bares variados

    Eu Tu Eles

    Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2902, Itaim Bibi

    Tel: (11) 3071 4535

    VejaSP
    7 avaliações

    É altíssima a frequência do pessoal recém saído dos escritórios da região. Os clientes se apinham nos salões de paredes de taipa decorados com fitinhas do Senhor do Bonfim. Há quem prefra a área externa, um pouco mais sossegada, na hora de entornar uma cervejinha em copo americano (Original, R$ 14,99). Outra escolha usual é a caipirinha, servida em pote de vidro — a que combina caju e limão (R$ 22,99) é das boas. Para fazer tabela, grelhados: o mix da churrasqueira (R$ 94,99) dá para três pessoas e reúne filé de frango, linguiça, fraldinha e picanha, além de farofa e vinagrete. A casa pertence aos mesmos donos do Tatu Bola.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Exquisito!

    Rua Bela Cintra, 532, Consolação

    Tel: (11) 3854 6522

    VejaSP
    10 avaliações

    Delicioso, agradável. Essa é a tradução da palavra em espanhol que dá nome à casa. Pioneiro no nascimento do agito da região chamada de Baixo Augusta, o espaço é divertido, repleto de lambe-lambes e quadrinhos. Servida em garrafa de 1 litro, a cerveja gaúcha Coruja Viva (R$ 45,00) mata bem a sede que as fajitas del fuego (R$ 58,00) podem causar. São tiras de flé-mignon com pimentão vermelho, cebola, pimenta dedo-de-moça e coentro, acompanhadas de tortilhas quentinhas e molhos. Para continuar a noite, peça o docinho e refrescante drinque exquisito (R$ 31,00), que leva pisco, soda e frutas.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Gràcia

    Rua Coropés, 87, Pinheiros

    Tel: (11) 3034 1481

    VejaSP
    8 avaliações

    Parece Itaim Bibi, mas fica em Pinheiros este portentoso bar de pegada espanhola. Embalada pela seleção de sangrias, como a que leva espumante, frutas vermelhas, licor de pêssego e folhas de hortelã (R$ 96,00 a jarra de 1 litro), uma juventude produzida faz o salão ferver enquanto a música eletrônica rola em alto e bom som. A cozinha não é lá essas coisas e faz algumas tapas para driblar a fome. Uma delas é composta de sobrasada (embutido espanhol) com ovo de codorna e parmesão gratinado (R$ 36,00), e outra, de batata-bolinha recheada com carne louca e brie gratinado (R$ 28,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Japoneses

    Seu Miagui

    Rua Clodomiro Amazonas, 556, Vila Nova Conceição

    Sem avaliação
  • Drinques

    SubAstor

    Rua Delfina, 163, Pinheiros

    Tel: (11) 3815 1364

    VejaSP
    11 avaliações

    Não é raro chegar ao bar, instalado no subsolo do Astor, e encontrar o salão apinhado. Culpa do bartender italiano Fabio la Pietra, que se desligou da casa em setembro, mas deixou uma ótima seleção etílica como legado. O interino e ex-braço-direito, Rogério Frajola, na casa desde a abertura, executa junto da equipe pedidas como o dark & stormy (R$ 31,00), feito de rum, melado de cana e limão-taiti e finalizado com um marcante refrigerante de gengibre.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Suíte Savalas

    Rua Mato Grosso, 398, Higienópolis

    6 avaliações
  • Bares variados

    Zé Bonito

    Rua Helion Povoa, 53, Vila Olímpia

    Tel: (11) 3045 4684

    1 avaliação

    Tornou-se destino da moçada universitária da região, que manda ver nas cervejas (Bohemia e Original). Os caldinhos, como o de abóbora com gengibre, são boa pedida para fugir das frituras. Aos sábados, cantores de sertanejo universitário animam ainda mais o pedaço; aos domingos, rola axé e pagode ao vivo.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO