Crianças

Oficina Toka oferece atividades extracurriculares para a garotada

Espaço na Vila Madalena tem aulas de circo, cerâmica, empreendedorismo, robótica, tai chi chuan e outros

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Música, dança, natação, idiomas e artes marciais no mesmo endereço. Com objetivo de diminuir a peregrinação dos pais de escola em escola, os sócios e ex-bancários Fernando Cury, 34 anos e Roberto Dualib Sonnewend, 41 anos, criaram a Oficina Toka – espaço na Vila Madalena que oferece uma grade completa de atividades extracurriculares.

De acordo com Cury, a ideia surgiu da experiência da própria dupla. "Notamos que a cidade é muito complexa para as crianças fazerem cursos que saem do escopo do colégio. Por isso, em vez de levar o filho para natação, inglês e violão, por exemplo, ele fica aqui na Toka direto.

Os cursos ocorrem nos três períodos (manhã, tarde e noite) e incluem, além das aulas já citadas, classes de artes visuais, circo, cerâmica, empreendedorismo, robótica e tai chi chuan. Os valores variam de R$ 150,00 a R$ 300,00 mensais. Monitores acompanham as crianças o tempo todo, inclusive entre uma atividade e outra.

A coordenadora Helene Stéfano, 59 anos, diz que muitas crianças chegam a passar a tarde toda no local. "Nesses casos, cobramos R$ 50,00 pela hora que chamamos de "tempo livre assistido". "Alguns pais conseguem buscar os filhos apenas após o trabalho", explica.

Para as férias de verão, o espaço preparou uma grade especial e mais lúdica. Em atividades recreativas livres, a garotada vai experimentar brincadeiras em cinco segmentos: de rua, de antigamente, esportivas, com água e de salão.

A programação ocorre entre os dias 6 e 24 de janeiro, das 8h30 às 18h30, sob supervisão de uma equipe de recreadores. As taxas serão cobradas por períodos. Quem ficar na Toka por quatro horas e meia, por exemplo, paga R$ 120,00. O valor sobe para R$ 210,00 para os pais que optarem pelo período integral, de oito horas e meia. Para essas crianças, há três refeições inclusas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO