bienal

Confira a agenda de performances e filmes que integram a 30ª Bienal

Exibição do raro filme Dynasty e a performance Dance Constructions estão entre os destaques

Por: Livia Deodato - Atualizado em

Casa Modernista_Bienal
'Looking At Listening' (2011), por Ei Arakawa e Sergei Tcherepnintags, na Casa Modernista (Foto: Divulgação)

Falta menos de um mês para o fim da 30ª Bienal de São Paulo. Se você já fez a sua visita e quer explorar a programação paralela da mostra de arte internacional, confira a seleção de perfomances, narração de histórias e exibição de filmes que destacamos para este fim de semana e os próximos dias.

+ Deficientes têm roteiro especial para a 30ª Bienal de São Paulo

+ Vinte obras que vale a pena ver na Bienal

 

Dia 10/11/2012, às 10h e às 15h

Ativação da obra: Looking At Listening (2011), por Ei Arakawa e Sergei Tcherepnintags

Os artistas Ei Arakawa, do Japão, e Sergei Tcherepnin, dos Estados Unidos, criaram um ambiente em que é possível manipular dispositivos e alterar o som que sai das obras de arte. Os visitantes podem exercitar a escuta dos mais variados sons que são propagados pelos alto-falantes colocados atrás de painéis de metal.

Todos os dias, às 10h, com exceção dos domingos e das segundas-feiras

Local: Casa Modernista – Rua Santa Cruz, 325 - Vila Mariana

Casa Modernista_Bienal
'Looking At Listening' (2011), por Ei Arakawa e Sergei Tcherepnintags, na Casa Modernista (Foto: Divulgação)

Dia 10/11/2012, às 16h, e dia 11/11/2012, às 15h

Ativação da obra: Dance Constructions (1961), por Simone Forti

A artista e coreógrafa americana criou essa série em 1961 e sempre conta com a colaboração de diversos bailarinos e artistas, dessa vez, da cidade de São Paulo. Três obras serão ativadas na Bienal: Huddle, Slant Board e Hangars (todas da década de 60).

Toda terça, quinta e sábado, às 16h, domingos às 15h, quartas e sextas às 19h

Local: Térreo - A3 - Pavilhão da Bienal

Simone Forti_Bienal
'Dance Constructions' (1961), da artista e coreógrafa Simone Forti (Foto: Divulgação)

 

Dias 10/11/2012 e dia 24/11/2012, das 10h às 13h

Ateliê de Acessibilidade

O Educativo Bienal, em parceria com o Instituto Olga Kos, realiza pela primeira vez o Ateliê de Acessibilidade destinado a crianças, jovens e adultos com deficiência intelectual, particularmente Síndrome de Down. Um dos ateliês utilizará carimbos e impressões gráficas e o outro, colagem inspirada na visita à exposição.

Local: Pavilhão da Bienal

 

Dia 11/11/2012, às 11h

Performance: Narração de história com As Meninas do Conto

Por meio de músicas e brincadeiras, As Meninas do Conto apresentam histórias para toda a família.

Local: Ateliê Educativo - Pavilhão da Bienal

As Meninas do Conto_Bienal
Narração de história com As Meninas do Conto (Foto: Divulgação)

Dia 11/11/2012, às 16h

Performance: Music Sideways/Cânones para Três Vozes (Sem Fim)

Três cantoras, Lu Amaral, Marília Duarte e Mariane Mattoso, são responsáveis pela peça musical escrita sob a forma de um cânone clássico: composição polifônica em que as vozes imitam a linha melódica cantada por uma primeira voz e, assim, sucessivamente.

Local: Instalação de Athanasios Argianas (Térreo – C3) e outros espaços no Pavilhão da Bienal

Music Sideways_Bienal
A performance 'Music Sideways/Cânones para Três Vozes (Sem Fim)', com as cantoras Lu Amaral, Marília Duarte e Mariane Mattoso (Foto: Divulgação)

Dia 11/11/2012, às 17h

Filmes: Riot Tapes e Dyansty, com fala introdutória de Marcio Harum

Exibição do filme Riot Tapes (1984), da artista e cineasta Ilene Segalove, curta produzido durante sua adolescência em Beverly Hills. Na sequência, será exibido o raro filme Dynasty, do artista Antek Walczak, produzido em Nova York. Marcio Harum, curador de Artes Visuais do Centro Cultural São Paulo, fará a introdução de ambos.

Local: MIS - Auditório LABMIS - Av. Europa, 158 - Pinheiros

Filme Dynasty_Bienal
Cena do raro filme 'Dynasty', do artista Antek Walczak (Foto: Divulgação)

Dia 13/11/2012, às 14h e às 15h30

Ativação da obra: Tudo em sua Mente. Viagem em Dois Atos, 2012, por Leandro Tartaglia

O artista argentino Leandro Tartaglia traçou uma "viagem" em dois atos, que se inicia no Pavilhão da Bienal e vai até a Capela Morumbi de carro. O visitante leva um áudio por todo o trajeto e participa de uma instalação sonora da artista Maryanne Amacher em frente a Capela. A duração total da viagem é de 1h30. Distribuição de senhas no local 1h antes do evento.

Todos os dias, sempre no mesmo horário, com exceção de sábado, domingo e segunda

Local: Saída do Térreo - J2 do Pavilhão da Bienal

Fonte: VEJA SÃO PAULO