Política

"Obra minha não cai nem com explosão", diz Maluf sobre Viaduto Santo Amaro

Estrutura interditada após acidente com caminhões sofria risco de demolição; prefeitura optou por reforma

Por: Veja São Paulo

Bandeirantes - Viaduto Santo Amaro
Avenida dos Bandeirantes e Viaduto Santo Amaro: laudo técnico apontou que é possível recuperar estrutura (Foto: Luiz Claudio Barbosa/Código19/Folhapress)

O Viaduto Santo Amaro, na Zona Sul da capital, está interditado desde o dia 13 após uma batida entre dois caminhões na Avenida dos Bandeirantes - um deles levava óleo diesel e explodiu com a colisão, atingindo o elevado. A possibilidade de demolição foi aventada por alguns especialistas, mas laudos técnicos contratados pela prefeitura atestaram que é possível recuperá-lo. 

+ 25 motivos para amar Santo Amaro

O deputado federal, ex-prefeito e ex-governador de São Paulo Paulo Maluf (PP) não deixou o fato passar em branco. Pelo Twitter e pelo Facebook, aproveitou para lembrar os eleitores que a estrutura tem assinatura sua. "A prefeitura de São Paulo desistiu de demolir o Viaduto Santo Amaro, que é minha obra dos anos 70", escreveu. "Além de ser uma obra boa pois resistiu a explosão, deixaria a região um caos sem ela. Obra minha não cai nem com explosão", finalizou. 

Maluf
(Foto: Reprodução/Facebook)

Maluf vem alfinetando o prefeito Fernando Haddad (PT) nas redes sociais há alguns meses. Já disse que "inaugurava ciclovias há 22 anos, antes de virar moda" e que "não está velho para disputar novas eleições" (ele tem 84 anos). "Confesso que estou emocionado, com os milhares de pedidos para voltar a me candidatar a prefeito de SP. Tenho muita vontade de trabalhar", avisou pelo Twitter. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO