Passeios

O que acontece neste quinta (7): programa para crianças

Confira algumas atrações para curtir com os pequenos

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

O Príncipe da Dinamarca - 2242 - 45
Davi Taiu e Anderson Spada: o ambicioso Rei Cláudio e o vingativo Hamlet em 'O Príncipe da Dinamarca' (Foto: João Caldas)

+ O que fazer no feriado

  • Parques

    Aquário de São Paulo

    Rua Huet Bacelar, 407, Ipiranga

    Tel: (11) 2273 5500

    28 avaliações

    Após uma expansão realizada em abril de 2015, o parque tem como grande atração um casal de ursos polares, vindos da Rússia. Aurora e Peregrino vivem em um recinto climatizado de 1500 metros quadrados. Também são novidades bichos provenientes de regiões como Austrália, África e Indonésia. São cangurus, equidnas, vombates e leões-marinhos. Há ainda lêmures, que ganharam fama com o personagem Rei Julien do filme Madagascar (2005), e suricatos, similares a Timão, do desenho O Rei Leão (1994). Um casal de coalas deve chegar em breve.

    + Conheça as novidades do Aquário de São Paulo

    O ala antiga ainda atrai atenções. Um tanque gigante de 1 milhão de litros de água salgada abriga diversas espécies aquáticas. Para observá-las, adultos e crianças ficam em um espaço que lembra um navio naufragado. Os peixes são vistos através de placas acrílicas quando se olha para a frente ou para o alto.

    Por ali circulam oito tubarões-lixa e o tubarão-mangona Pancho, que tem 1,80 metro de comprimento e pesa 100 quilos. Em outro setor estão mamíferos aquáticos a exemplo de lontras e o peixe-boi Tapajós, ameaçado de extinção e vindo da Amazônia. Por ali, a sensação é de uma visita à Amazônia. O público conhece também reproduções de lugares como a Patagônia, no pinguinário, cheio de aves originárias da região do sul da Argentina. O lago dos jacarés faz uma referência ao Pantanal.

    Saiba mais
  • No picadeiro, duas crianças se deparam com vários animais, que são apresentados em números de equilíbrio e de acrobacia. A produção reúne sessenta artistas e agrada pelo visual e pela técnica do elenco. Além das ilusões de Rodrigo Marinhos, sobressai Alfredo Muños, que apresenta um complicado número sobre cinco monociclos. Estreou em 3/3/2012. Até 15/12/2013.
    Saiba mais
  • Está tudo ali. O rei foi assassinado, Ofélia enlouquece e se suicida, o pai e o irmão dela são mortos e Hamlet consegue se vingar do tio. Mas não há motivo para pais ou acompanhantes adultos se preocuparem. O mérito da ótima O Príncipe da Dinamarca, é justamente não omitir nada de Hamlet, cujo texto original foi escrito por Shakespeare entre 1599 e 1601. Trata-se da terceira, e melhor, investida do autor, ator e diretor Angelo Brandini, dos Doutores da Alegria, no universo do dramaturgo inglês depois de Rei Lear (transformada em O Bobo do Rei) e Otelo (Othelito). No palco, a companhia Vagalum Tum Tum envolve a plateia de imediato. Hamlet recebe a visita do fantasma do pai, que lhe conta a verdade sobre sua morte e exige vingança. Cláudio, o tio do príncipe, matou o rei da Dinamarca para ocupar o trono. A fim de desmascará-lo, o protagonista finge estar louco e bola um plano. Mas Cláudio descobre tudo e tenta virar o jogo. Estreou em 1º/10/2011. Até 28/6/2015.
    Saiba mais
  • Resenha por Tatiane Rosset: De Cleber Laguna. O conto de fadas O Rouxinol e o Imperador, escrito pelo dinamarquês Hans Christian Andersen, inspirou a Cia. Mevitevendo na montagem. Com bonecos nas mãos, os atores Cleber Laguna e Marcia Fernandes narram a saga do tirano Senhor Z. Ávido por escutar o belo canto do rouxinol, ele ordena a apreensão do pássaro em uma gaiola. O criado Fulano — dono de uma engraçada voz esganiçada — acaba designado para cumprir a tarefa, mas deixa o bicho fugir. Para as crianças pequenas, é difícil perceber os gestos simbólicos que substituem grande parte das falas. A garotada com mais de 6 anos, porém, curte a atmosfera mágica e misteriosa da fábula. Estreou em 01/02/2009. Prorrogado até 24/06/2012.
    Saiba mais
  • Resenha por Tatiane Rosset: De Helena Ritto e Fabio Torres. O amor platônico de uma jardineira e um semeador é o ponto de partida para a gostosa cantoria. Elcio Rodrigues e Helena Ritto formam em cena uma dupla de humor rápido e na medida certa a cada tentativa frustrada de declarar seus sentimentos. Em um dos momentos mais divertidos, a atriz desce do palco e pede ajuda para compor uma música enquanto compara os espectadores a plantas de um jardim. Cristiano Gouveia, ao violão e acordeão, completa o elenco no papel de uma espada-de-são- jorge que narra a história. Não falta na trilha sonora a célebre marchinha A Jardineira (de Benedito Lacerda e Humberto Porto), sucesso do Carnaval de 1939 na voz de Orlando Silva. Estreou em 02/05/2009. Até 24/06/2012.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO