Passeios

O que acontece nesta sexta (21): exposições

Mostras das mais diversas para visitar neste fim de semana na cidade

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Fotógrafos da Cena Contemporânea
'Geral', de Daniel Klajmic: as praias ganham abordagens distintas na mostra "Fotógrafos da Cena Contemporânea" (Foto: Daniel Klajmic)

+ Veja o que fazer nesta sexta

  • Em Espaços da Cor, a correria avassaladora do mundo contemporâneo não tem lugar. Nas dezesseis obras, o pintor paulistano — em contato direto com expoentes do minimalismo, como o americano Brice Marden — dá prosseguimento a um método que já o ocupa há duas décadas: o exercício de permutação de áreas de cor. Ou seja, rearranjar de variadas formas os trechos coloridos nas telas, no intuito de instigar a percepção do público. Isso fica muito claro no conjunto de oito trabalhos, todos com três faixas verticais em marrom, vermelho e tons escuros de verde ou azul. No início, eles parecem iguais, e apenas a apreciação cuidadosa revela as distinções. Completa a exposição uma série de dípticos. Também em cartaz no espaço: ✪✪ Estatificação e Ruptura: o Processo Como Forma (instalações, objetos, vídeos). Preços não fornecidos. De 29/08/2012 a 20/10/2012.
    Saiba mais
  • Sob a guarda do MAC-USP desde 2005, a coleção que pertenceu ao Banco Santos ganha um recorte na mostra. Foram reunidas 63 imagens representativas de cinquenta artistas, realizadas de 1954 a 2003. Elas investigam o momento em que a fotografia começa a abandonar a teoria do instante decisivo, de Cartier-Bresson, e passa a apostar em territórios mais experimentais, nos quais as técnicas de montagem e encenação adquirem atenção especial. O tema das pessoas na praia, por exemplo, é abordado com cores e excessos por Daniel Klajmic e em preto e branco sóbrio por Claudio Edinger. Um dos núcleos da montagem dedica-se ao erotismo. Entre os nomes está o do italiano Oliviero Toscani, pivô de uma recente e polêmica campanha envolvendo personalidades políticas aos beijos. Jeff Wall e Olafur Eliasson também integram a seleção. Prorrogada até 10/03/2013.
    Saiba mais
  • Ao mesmo tempo valorizada pelo mercado e pela crítica, a artista carioca exibe um resumo de sua produção em Histórias às Margens. São 41 trabalhos, provenientes de coleções brasileiras e estrangeiras, inclusive a Tate Modern. De inflexão oriental, as obras do início da carreira — de 1991 em diante — revelam um talento em maturação. Na metade da década de 90, contudo, Adriana consegue sintetizar com brilhantismo referências diversas para alcançar um resultado único. Cabem nesse caldeirão influências do barroco mineiro, da azulejaria portuguesa e da violência da carne viva, feita com poliuretano. Em alguns momentos, as dramáticas e intensas pinturas abandonam a superfície plana e transformam-se em instalações ou relevos. Algo notável em Extirpação do Mal por Incisura, em Língua em Padrão Sinuoso e na obra-prima Reflexo de Sonhos no Sonho de Outro Espelho (Estudo sobre o Tiradentes de Pedro Américo), feita para a chamada Bienal da Antropofagia, de 1998. Das mais recentes, observe o óleo O Sedutor, um geométrico estudo sobre o vazio. De 04/09/2012 a 16/12/2012.
    Saiba mais
  • Primeira individual do artista inglês no Brasil, Geopoéticas reúne quatro instalações audiovisuais. Julien é conhecido também pelo prolífico trabalho como cineasta. De 04/09/2012 a 16/12/2012.
    Saiba mais
  • Formado por peças adquiridas no programa de aquisição nos primeiros anos da Bienal de São Paulo, a mostra reúne 115 obras. Elas passaram ao acervo do Museu de Arte Contemporânea da USP pelo empresário Ciccillo Matarazzo. A seleção de telas, gravuras, desenhos e esculturas aproveita a relevância da Bienal nos primeiros anos para sintetizar correntes e movimentos artísticos em voga no pós-guerra. Estão ali, por exemplo, as diversas vertentes do construtivismo e do abstracionismo informal e geométrico. A principal oportunidade do espectador é apreciar nomes pouco lembrados, embora de qualidade. É o caso dos britânicos William Scott e Prunella Clough. De 25/08/2012 a 28/07/2013.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO