Crianças

Livro 'O Pequeno Príncipe' faz 70 anos e ganha uma exposição

Em cartaz no Shopping JK Iguatemi até 23 de fevereiro, mostra interativa retrata as lições de amizade e amor da obra

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Ao entrar na exposição interativa O Pequeno Príncipe, em cartaz no Shopping JK Iguatemi, ganha-se um passaporte para o mundo singelo do autor francês Antoine de Saint-Exupéry e de sua obra mais famosa, cuja publicação completa 70 anos.

+ O que fazer com a garotada durante as férias

Instalações, oficinas e um vídeo retratam as lições de amizade e amor do livro que há tempos virou um clássico. A primeira atração apresenta a vida do escritor em uma linha do tempo. Logo se nota a semelhança entre um episódio da vida de Saint-Exupéry e a história que criou. Em 1935, em uma viagem de Paris a Saigon - como era chamada a cidade de Ho Chi Minh, no Vietnã, até 1975 - o avião que o francês pilotava se espatifou no deserto do Saara. Durante três dias, ele sofreu de sede, até ser resgatado por um beduíno. 

+ Confira outras atrações infantis na capital

Nas páginas do livro, o personagem principal despenca com uma aeronave e encontra um principezinho, que debate questões existenciais, como o que significa "cultivar" laços. A cena, inclusive, ganhou uma instalação própria. A passagem em que o menino viaja a diversos planetas também é retratada, assim como trechos de diálogos, que surgem impressos em nuvens na parede. 

Depois de conhecer melhor toda a história, chega-se a uma sala toda branca. Ali, os visitantes são convidados a desenhar um carneiro, tal qual pede o garotinho ao viajante em um trecho da obra.

+ Cidade das Crianças: um blog de pais para pais

Ao fim do passeio, um labirinto leva a um poço cheio de estrelas amarelas de papel. Nelas, as crianças podem deixar uma mensagem para os adultos sobre o que gostariam de bom para o futuro. Seus recadinhos passam, então, a enfeitar duas árvores que encerram o circuito.

A curadoria da mostra é de Sheila Dryzun. Em um outro formato, ela já foi exibida na OCA, em 2009. Além das instalações interativas, oficinas de chocolate confeitados com estrelas e aulas de papel reciclado devem divertir a garotada.

Fonte: VEJA SÃO PAULO