Imóveis

O metro quadrado mais caro de São Bernardo

Boa oferta de serviços e localização privilegiada são os trunfos do Jardim do Mar

Por: Andressa Rovani

Moradores do Jardim do Mar, em São Bernardo - ESPECIAL BAIRROS 2232a
Fábio, Kelly e Luiza Michelletti: cinco minutos até a Anchieta | Crédito: Mario Rodrigues

Báltico, Cáspio, Mediterrâneo, Índico e Bering: nomes de mares e oceanos batizam as ruas do pedaço mais nobre de São Bernardo do Campo. No Jardim do Mar, o metro quadrado de um imóvel residencial custa, em média, 3.833 reais, o mais alto da cidade. Por lá, condomínios de bom padrão, como o Parque das Figueiras, têm apartamentos avaliados em 1,2 milhão de reais. Os atrativos do lugar são as vias arborizadas, a boa oferta de restaurantes, bares e casas noturnas e a localização estratégica — fica às margens da Via Anchieta. Além de facilitar a vida de quem precisa se deslocar até São Paulo, a rodovia é muito utilizada como rota para fugir do tráfego do miolo da cidade do ABC.

+ Itaim Bibi é bairro procurado tanto para trabalhar quanto para morar

+ Imóveis de luxo se destacam pela extravagância

É o caso do ortodontista Fábio Michelletti Araújo, que mora com a mulher, Kelly Pereira, e a filha, Luiza, na Rua Domiciano Rossi e gasta apenas cinco minutos para ir de casa à estrada. “Se não for por esse caminho, o trajeto pode levar até quarenta minutos”, diz. Morador da região há 26 anos, ele nota a transformação na vizinhança. “Existia por aqui um número maior de casas, que deram lugar ao comércio”, constata.

Condomínio Parque das Figueiras, em São Bernardo - ESPECIAL BAIRROS 2232a
Parque das Figueiras: apartamentos com 270 metros quadrados valem 1,2 milhão de reais | Crédito: Raul Zito

As mudanças devem continuar ocorrendo em ritmo acelerado. O shopping de luxo Golden Square deve ser aberto na Avenida Kennedy em novembro de 2012. E ainda neste ano será lançado um grande empreendimento, misto de imóveis comerciais e flats, em um terreno de 16.000 metros quadrados no encontro das avenidas Kennedy e Vergueiro. O desenvolvimento rápido funciona como um grande chamariz de novos habitantes. “Não vejo a hora de mudar”, afirma o advogado Luciano Ferreira dos Santos, que trocará o centro pelo Jardim do Mar em novembro, após se casar com a engenheira química Fabiana Diaz. O apartamento de 69 metros quadrados na Rua Flavio Fongaro, uma das principais vias de ligação com a Anchieta, foi comprado há dois anos na planta. “Resolvemos fazer uma reforma antes de ocupá-lo”, conta.

+ Próxima ao centro, Mooca agora é a queridinha das construtoras

+ Xaveco Virtual: nossa ferramenta para paquerar no Twitter

O mercado não está movimentado apenas por ali. Nos últimos três anos, surgiram 8.991 novos apartamentos em São Bernardo do Campo, em um total de 57 empreendimentos, aponta a imobiliária Lopes. De acordo com um estudo feito pela Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC (Acigabc), a cidade concentrou, nos primeiros seis meses deste ano, 50% dos lançamentos dos quatro principais municípios do ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul e Diadema). Em 2010, esse índice era de 32%.

Moradores de São Bernardo - ESPECIAL BAIRROS 2232a
Santos e a mulher, Fabiana: mudança no fim do ano | Crédito: Raul Zito

Os valores também vêm subindo de forma impressionante, refletindo a maior procura. Nos últimos cinco anos, o preço médio das novas unidades saltou de 1.974 para 4.028 reais — alta equivalente a 109%. Em São Paulo, a evolução no mesmo período foi de 79,5%, segundo dados da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp). Apesar disso, ainda há uma distância considerável nos valores de apartamentos e casas negociados nessas duas cidades. “São Bernardo oferece preços até 50% menores do que São Paulo para o mesmo padrão de imóvel e em regiões com infraestrutura semelhante”, diz o superintendente de atendimento da Lopes, Bernardo Nasser Bonilha.

+ Conheça restaurantes, bares e comidinhas no ABC

Para quem procura lançamentos, o preço médio do metro quadrado na cidade hoje é de 4.129 reais. “Antes as pessoas só vinham trabalhar aqui e voltavam à noite para a capital”, afirma Nilton Casari, dono da Casari Imóveis, há 24 anos em atividade no município. “Mas, com o aumento da oferta de produtos, está chegando à cidade uma nova classe média.”

OS MAIS VALORIZADOS

Quanto custa o metro quadrado em alguns bairros

Valor médio (em reais)

Jardim do Mar........ 3.833

Centro..................... 3.539

Nova Petrópolis.... 3.411

Rudge Ramos...... 3.374

Baeta Neves.......... 3.339

Fonte: Índice FipeZap

Fonte: VEJA SÃO PAULO