Entretenimento

O melhor e o pior show de 2009

Críticos e repórteres de VEJA SÃO PAULO contam o que viram de bom e de ruim durante o ano

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

radiohead2145
Os ingleses do Radiohead (Foto: divulgação)

O MELHOR

Não foi fácil sair do show do Radiohead na Chácara do Jockey, em março: com a chuva, o estacionamento virou uma lama só, e houve quem levasse duas horas para contornar a situação. Mas mesmo esse pessoal deve ter se acalmado ao se lembrar do que havia visto no palco. Pela primeira vez na cidade, o quinteto roqueiro inglês capitaneado por Thom Yorke soube harmonizar o último álbum, In Rainbows, a outros momentos da genial discografia. Satisfez fãs de várias épocas, e a linda cenografia de cilindros-estalactites iluminados encheu os olhos dos presentes.

 

O PIOR

Atraso de uma hora, pista “vip” cheia de poças d’água e saída traumática (com gente chutando tapumes para criar rotas de escape no Autódromo de Interlagos). O.k., concerto de rock não é para principiantes. O problema é quando o que surge no palco não compensa o esforço. Esse foi o caso do Iron Maiden, que também esteve por aqui em março. O som antiquado só conseguiu dizer alguma coisa a fãs incondicionais da banda inglesa de heavy metal. Para piorar, o público ainda teve de assistir a efeitos especiais ridículos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO