Bares

The Queen's Head tem clima charmoso de pub

Estabelecimento ocupa o espaço onde funcionou o extinto Drake's, em Pinheiros

Por: Helena Galante - Atualizado em

The Queen's Head - 2242 - 45
O balcão e o palco: de quinta a sábado, bandas de pop e rock animam o salão do The Queen's Head (Foto: Mario Rodrigues)

Dentro do Centro Brasileiro Britânico, em Pinheiros, o extinto Drake’s nunca conseguiu cativar o público com o seu salão interno. Todo mundo preferia mesmo as mesinhas do deque de madeira ao lado do belo jardim. No fim de setembro, o neozelandês Mark Hindmarsh e o argentino Fermin Padilla, responsáveis pelo All Black, no Jardim Paulista, e pelo Kia Ora, no Itaim, assumiram o endereço dispostos a mudar o quadro. O novato The Queen’s Head reproduz a atmosfera de um pub de forma bem mais charmosa que o antigo inquilino. Além da iluminação baixa, há sofás de couro vermelho e um palco decorado com uma grande bandeira do Reino Unido, onde nos próximos dias rolam shows de pop e rock das bandas Rocktopus, Cover Up e Estação do Groove.

+ Onde tomar drinques em dose dupla

+ All Black: música e paquera

+ Os melhores bares na cidade

Das torneiras do balcão saem chopes como o inglês Old Speckled Hen, o irlandês Guinness e o alemão Erdinger. A variedade de cervejas em garrafa mostra-se ainda mais interessante. Prove, por exemplo, a levemente adocicada Fuller’s Honey Dew, da Inglaterra. O time das belgas inclui a Leffe Blond, do estilo abadia. Quem cuida do cardápio é o chef australiano Greigor Caisley, ex-Drake’s. Sua porção de costelinha suína desossada empanada vem coberta de molho barbecue feito lá mesmo. Outra opção de paladar marcante, a linguiça de cordeiro chega com molho de iogurte, hortelã e alho. Servido na forma de prato principal, e não aperitivo, o tradicional fish and chips combina batata palito e dois filés de pescada-branca fritos.

 

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO