Vídeo

Número de estupros cresce mais de 14% em um ano

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a cidade de São Paulo registrou 1 356 casos de estupros de janeiro a maio deste ano

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

De janeiro a maio deste ano, a cidade de São Paulo registrou 1 356 casos de estupros. Entre eles, os de Raquel* e Patrícia*, vítimas de abuso há cerca de três meses. Em comum, além da mesma faixa etária, a maneira como foram abordadas. "Estava indo pegar o ônibus para o trabalho, quando vi um motoqueiro parado na calçada. Ele pegou minha bolsa e me levou para um terreno baldio", contou Raquel. Já Patrícia estava saindo para almoçar, no meio do expediente. "Ele começou a andar ao meu lado. Primeiro, pediu meu celular. Depois, disse que não me mataria se eu transasse com ele."

O Hospital Pérola Byington (confira o endereço abaixo), que recebe vítimas encaminhadas pelos distritos policiais, chega a atender pelo menos 20 relatos semelhantes por dia. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), houve um aumento de 14,81% nos primeiros meses de 2013, com relação ao mesmo período do ano passado. Nas nove Delegacias da Mulher espalhadas pela capital, foram 277 vítimas atendidas desde janeiro.

Ainda de acordo com a SSP, não existe mapa ou estudo que apresente os locais onde ocorrem os abusos. A maior parte, no entanto, é registrada na 4ª DDM - Seccional Norte, na Freguesia do Ó, que recebeu 48 denúncias até o fim de maio, seguida pela 6ª DDM, em Campo Grande, com 40.

Entre os hospitais que acolhem as mulheres, além do Pérola Byington, que mantém convênio com o Instituto Médico Legal, para facilitar o exame de corpo de delito (procedimento ao qual toda vítima deve se submeter), a Casa da Saúde da Mulher, na Vila Mariana, instituição ligada à Unifesp, também oferece acompanhamento médico, psicológico e até mesmo jurídico.

+ MAIS VÍDEOS

 

Estupro
Números alarmantes: 3.197 denúncias de estupro em 2012 (Foto: Redação)

Outras Delegacias especializadas em vítimas de violência sexual:

Centro:

1ª Delegacia de Defesa da Mulher

Rua Doutor Bittencourt Rodrigues, 200

Informações: 3241-3328

Sul:

2ª Delegacia de Defesa da Mulher - Junto ao 16º DP

Av Onze de Julho, 89 - 2º andar, Vila Clementino

Informações: 5084-2579

Leste:

5ª Delegacia de Defesa da Mulher

Rua Dr. Corintho Baldoíno Costa, 400, Vl. Zilda (Próximo ao metrô Carrão)

Informações: 2293-3816 

8ª Delegacia de Defesa da Mulher, São Mateus - Junto ao 66° DP

Av Osvaldo Valle Cordeiro, 190 Jd. Brasília

Informações: 6742-1701 

7ª Delegacia de Defesa da Mulher - Junto ao 32º DP

Rua Sábbado D´Angelo, 64 - Itaquera

Informações: 2071-3488

Oeste:

3ª Delegacia de Defesa da Mulher - Junto ao 93º DP

Av Corifeu de Azevedo Marques, 4300 - 2º andar, Vila Lageado 

Informações: 3768-4664

9ª Delegacia de Defesa da Mulher – Junto ao 87º DP

Av Menotti Laudisio, 286 (antigo n0 50) , Pirituba 

Informações: 3974-8890

Hospital Pérola Byington - Av. Brigadeiro Luís Antônio, 683, tel. 3248-8000

Fonte: VEJA SÃO PAULO