Passeios

Shopping no Tucuruvi abre sem cinemas para evitar impacto no trânsito

Metrô Tucuruvi é um dos sete projetos aprovados de centro de compras integrados a estações

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

Shopping Tucuruvi_01
Shopping Metrô Tucuruvi: novo empreendimento abre as portas ao público nesta quinta (18) (Foto: Divulgação)

Aberto ao público a partir desta quinta (18), o Shopping Metrô Tucuruvi, na Zona Norte, não terá inicialmente as salas de cinema e as atividades no piso subsolo previstas para evitar maior impacto no trânsito da região, na Avendia Dr. Antônio Maria Laet.

De acordo com a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), as medidas para reduzir possíveis impactos no trânsito estão em processo de cumprimento e por isso, 70% do shopping vai estar funcionando. Entre as exigências, está a construção de um novo terminal de ônibus integrado ao centro de compras, previsto para funcionar no sábádo, dia 20.

A SPTrans autorizou o funcionamento, ressaltando que as adequações atendem aos padrões estabelecidos para o momento.

Shopping Tucuruvi_02
Shopping Metrô Tucuruvi: 236 lojas integradas ao terminal de metrô e ônibus (Foto: Divulgação)

Segundo a assessoria de imprensa do shopping, a empresa confirma as informações da CET e esclarece que está executando todas as medidas de acordo com o cronograma definido com os órgãos competentes. "Já foram investidos mais de 20 milhões de reais de um total de 30 milhões de reais", diz em nota. "O shopping inaugurou com toda a documentação obrigatória para seu regular cumprimento."

Em abertura prévia para a imprensa, na quarta, os responsáveis pelo shopping informaram que a intenção é atrair o público que usa o transporte público, já que para fazer a baldeação do metrô para o terminal de ônibus (e vice-versa) é preciso passar por dentro do centro de compras.

"São cerca de 70 mil pessoas por dia transitando pelo corredor", diz  Antônio Saugo, superintendende do empreendimento. Segundo ele, a ala ficará aberta das 4h40 até a 1h30 da manhã, mesmo horário de funcionamento do metrô e terminais de ônibus. "As lojas vão ficar fechadas, mas banheiros e segurança estarão disponíveis", afirma.

Lojas

O novo shopping tem 32.870 metros quadrados e 236 lojas distribuídas em cinco pisos (das quais 150 abrirão na inauguração). Grandes redes como C&A, Renner, Preçolândia, Marisa, Riachuelo, Casas Bahia e Ponto Frio estão entre principais.

O estacionamento oferece 1 700 vagas e a rede Cinemark terá seis salas, entre as quais uma XD (com telão gigante). O investimento total no empreendimento foi de 238,4 milhões de reais.

A praça de alimentação dispõe de 61 restaurantes na abertura, como McDonald's, Vivenda do Camarão, Subway, Griletto, Baked Potato e Burger King.

Shoppings em estações

Esta é a quinta parceria com empresas privadas para construção de centros comerciais em estações de metrô. Metrô Tatuapé, Metrô Santa Cruz, Metrô Boulevard Tatuapé e Metrô Itaquera foram os primeiros.

Outros dois shoppings estão previstos para serem construídos em estações. Vila Madalena e Vila Mariana serão os próximos a receber empreendimentos deste tipo. De acordo com a assessoria de imprensa do Metrô, as empresas responsáveis estão aguardando todas as autorizações para dar início às obras.

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO