CIDADE

Novo protesto contra alta de tarifa afeta trânsito na Zona Oeste

Manifestantes saíram da Avenida Vital Brasil, no Butantã, e seguiram para a Avenida Rebouças, na manhã desta quarta 

Por: Veja São Paulo

Avenida Rebouças - Copa do Mundo
Avenida Rebouças: protesto afetou trânsito na região neste manhã (Foto: VEJA SÃO PAULO)

O movimento contra o reajuste das tarifas de ônibus, metrô e trem prosseguiu nesta quarta (13) e atrapalhou o trânsito na Zona Oeste da cidade.

Cerca de 40 manifestantes iniciaram protesto em frente ao terminal de ônibus Butantã e fecharam duas faixas da Avenida Vital Brasil, de acordo com Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

Eles seguiram em direção à Avenida Rebouças, causando trânsito na Marginal Pinheiros e em vias da região. O ato acabou por volta das 8h.

Na noite de terça, manifestantes e policiais militares entraram em confronto na região da Avenida Paulista. Oito pessoas ficaram feridas.

Antes do protesto, o segundo grande ato contra o aumento das tarifas, a Polícia Militar interditou a Paulista e revistou os manifestantes.

As tarifas dos serviços de transporte público subiram de R$ 3,50 para R$ 3,80 no sábado, 9, representando um aumento de 8,6%. (Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO