Novidade

Mais 100 novas estações do Bike Sampa serão inauguradas na cidade

O projeto pretende integrar todos os bicicletários ao sistema de Bilhete Único

Por: Marcus Oliveira - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A Prefeitura de São Paulo anunciou que a partir de junho mais 100 novas estações do projeto Bike Sampa serão inauguradas na cidade. O programa terá no total 200 bicicletários nas ruas, somando 2 000 mil bicicletas até o final de 2013. A ação vai dobrar o número de equipamentos na cidade.

+ Testamos os principais serviços de aluguel de bicicleta na cidade

A partir do próximo mês, os bairros Bela Vista, Consolação, Sé, República, Santa Cecília, Higienópolis, Pinheiros, Vila Madalena, Bom Retiro, Luz, Brás e Mooca vão se beneficar das novas estações.

Bilhete Único passa a ser integrado ao Bike Sampa

Os pontos devem contar com o serviço que integra o uso das bikes com o Bilhete Único, iniciado na última segunda (6). Com isso, usuários cadastrados poderão utilizar o cartão de transporte público para o empréstimo de bicicletas.

Bike Sampa
Bike Sampa: paulistanos podem liberar bicicleta com bilhete único (Foto: Divulgação)

A operação que integra o Bilhete Único com o serviço começou a funcionar em três pontos: Parque Trianon (ônibus e metrô), Shopping Eldorado (trem e ônibus) e Shopping Santa Cruz (metrô e ônibus).

Hoje, para utilizar o programa é preciso se cadastrar no site oficial do Bike Sampa, incluindo o número do Bilhete Único, para liberar o equipamento com o cartão. As regras de utilização continuam as mesmas: o veículo pode ser usado por 30 minutos e a devolução é permitida em qualquer estação do projeto, mesmo aquelas ainda não adaptadas com o validador.

Confira o perfil dos usuários e das viagens:

 

  • 70% das viagens semanais são realizadas em dias úteis   
  • 70% das viagens duram até quinze minutos   
  • 85% dos usuários utilizam o serviço até cinco vezes por semana   
  • 60% do uso de bicicletas ocorre nos horários de pico   
  • 45% dos ciclistas cadastrados são usuários do transporte público da cidade
  • A maior parte dos empréstimos é feito em estações próximas ao metrô   

Fonte: VEJA SÃO PAULO