Memória paulistana

Nos Campos de Piratininga: leitura dramática no Museu da Língua Portuguesa

Por: Edison Veiga [Filipe Vilicic] - Atualizado em

Nascido no Brás, em 1874, aos 9 anos Charles Miller foi estudar na Inglaterra. Quando retornou a São Paulo, em 1894, trouxe com ele uma bola de couro e um livrinho com dezesseis regras de um jogo que havia sido inventado na terra de seus antepassados: o futebol. Como funcionário da ferrovia São Paulo Railway Company, ele organizou, em abril do ano seguinte, a primeira partida do esporte no país. Seus colegas de trabalho enfrentaram um time formado pelos empregados da companhia de gás. Venceram por 4 a 2, com dois gols anotados por Miller (no detalhe, em foto da época). O jogo aconteceu em um campinho improvisado, na região mostrada na tela Inundação da Várzea do Carmo, pintada em 1892 por Benedito Calixto. "Antes de a bola rolar, eles precisaram tocar os burros que pastavam por ali", conta a dramaturga e atriz Graça Berman, co-autora da peça Nos Campos de Piratininga, que terá uma leitura dramatizada na quarta (28), no Museu da Língua Portuguesa.

Fonte: VEJA SÃO PAULO