Criminalidade

Noite violenta tem delegado morto e motorista ferido após tentativa de assalto

Josimar Ferreira de Oliveira, que atrabalhava no 1º DP de Itapecerica da Serra, levou dois tiros nos rostos após criminosos invadirem sua casa

Por: Veja São Paulo

Casa delegado
Casa do delegado Josimar Ferreira, morto durante assalto nesta quinta (Foto: Reprodução)

Um delegado de Itapecerica da Serra, cidade da região metropolitana de São Paulo, foi morto a tiros durante assalto a sua casa na noite de quinta-feira (15). Josimar Ferreira de Oliveira, de 52 anos, atuava como delegado-assistente no 1º Distrito Policial do município.

PMs trocam tiros com policial civil em São Vicente

De acordo com a polícia, por volta das 22h30, dois homens encapuzados pularam o muro da casa do delegado, no Parque Yara City. Ao notar o latido insistente dos cachorro e um barulho, a mulher de Oliveira foi até o lado de fora da casa para ver o que estava acontecendo. Os criminosos, então, renderam-na e entraram na casa.

Segundo o depoimento da vítima, ao avistarem o distintivo do policial sobre uma mesa, os criminosos gritaram "é polícia, é polícia" e atiraram em Oliveira. Dois tiros o atingiram no rosto. O delegado chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

A polícia diz acreditar que os assaltantes não sabiam que a casa era de uma autoridade. O caso é investigado como latrocínio (roubo seguido de morte).

Quinta-feira violenta

Ao noite desta quinta-feira foi violenta na capital paulista. Na Zona Sul, um motorista foi ferido com um tiro de raspão após fugir de uma tentativa de assalto. Ao ser atingido, a vítima perdeu o controle do carro e e bateu em um poste da Avenida Irerê, no Planalto Paulista. 

Ainda na mesma região, suspeitos que se recusaram a parar em abordagem policial trocaram tiros com PMs. Um homem foi detido e outro foi baleado  encaminhado ao Hospital das Clínicas, onde morreu.

+ Confira as últimas notícias

Já na Vila Prudente, na Zona Leste, um homem de 60 anos foi ferido com dois tiros no braço durante um assalto. Os criminosos rendaram a filha da vítima, que chegava em casa por volta das 21h. Eles entraram na casa e atiraram assim que viram o homem. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO