Política

"Nem sabia que era do PSDB", diz Serra sobre João Doria Jr.

Senador deu apoio público ao vereador Andrea Matarazzo como pré-candidato tucano à prefeitura de São Paulo e ironizou o empresário, que também quer entrar no pleito

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

João Doria Jr. - Campos do Jordão
João Doria Jr.: pré-candidato do PSDB à prefeitura terá que disputar prévias com Matarazzo e Tripoli (Foto: Raul Junior)

Nesta sexta (29), um dia depois de encerrado o prazo de inscrição para a prévia que definirá o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, o senador José Serra divulgou um vídeo de apoio ao vereador Andrea Matarazzo na disputa interna. Na véspera, o senador havia ironizado a pré-candidatura do empresário João Doria Jr.

A iniciativa é uma forma de esvaziar o movimento que tentava trazer Serra para a disputa interna do PSDB sob o argumento de pacificar o partido. Além de Matarazzo e Doria, o deputado Ricardo Tripoli está inscrito nas prévias. A votação está marcada para o dia 28 de fevereiro.

"Eu nem sabia que o Doria é do PSDB", disse Serra na quinta (28) em discurso feito durante um evento de campanha de Matarazzo. Além do senador, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o senador Aloysio Nunes e o ex-governador Alberto Goldman se comprometeram a gravar vídeos de apoio ao vereador.

 

O empresário João Doria, por sua vez, realiza no sábado (30) na região central um evento com a participação de celebridades e militantes. Confirmaram presença a atriz Bruna Lombardi, o tetracampeão Mauro Silva e o produtor cultural Luiz Calainho.

+ As razões que fizeram Datena desistir da candidatura pelo PP

Já o deputado Ricardo Tripoli, que conta com o apoio do deputado Bruno Covas e do ex-deputado José Aníbal, participará de uma atividade na Zona Leste. "Não estou atrás de celebridades nem de caciques, mas dos militantes", afirmou.

Em 2012, José Serra entrou em cima da hora na disputa interna e venceu as prévias do PSDB com 52,1% dos votos. Seus concorrentes, José Aníbal e Ricardo Tripoli, receberam, respectivamente, 31,2% e 16,7%. Ao todo, 6 229 militantes tucanos votaram.

Fonte: VEJA SÃO PAULO