GENTE

Mestre do teatro, Naum Alves de Souza morre aos 73 anos

Artista múltiplo, o paulista de Pirajuí foi dramaturgo, diretor, cenógrafo e figurinista. O velório será na manhã deste domingo (10)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Naum Alves de Souza
  Naum Alves de Souza: quatro décadas de teatro com "Operação Trem-Bala" (Foto: Sérgio Keuchgerian)

O dramaturgo Naum Alves de Souza morreu neste sábado (9), aos 73 anos, em São Paulo. O paulista de Pirajuí construiu uma múltipla história no teatro brasileiro, atuando em diversas áreas. Foi diretor, cenógrafo, figurinista e era aclamado também por ter formado uma geração de artistas no Pod Minoga Studio, centro de pesquisa de linguagem cênica que marcou a década de 1980.

+ Legado de William Shakeaspeare é celebrado na cidade

Não foram divulgadas informações sobre a causa de sua morte. O velório será a partir de 9h deste domingo (10), no Cemitério Gethsêmani (Morumbi) e o enterro está marcado para as 17h.

Em entrevista ao crítico de teatro de VEJA SÃO PAULO, Dirceu Alves Jr, Naum explicou sobre seu trabalho com atores. "Um ator bom e fácil de dirigir é aquele que não impõe resistências. Um profissional disciplinado, que troca informações com o diretor, que traz coisas novas para o personagem. Se eu encontro Nathalia Timberg e Rosamaria Murtinho para montar a peça Sopro de Vida,como fizemos há quatro anos, elas estão ali plenas, muito dedicadas ao projeto. Fernanda Montenegro também é assim. São atrizes fáceis de dirigir", disse.

Fonte: VEJA SÃO PAULO