Fim de ano

Crianças elegem a melhor decoração de Natal dos shoppings

Entre os oito endereços selecionados, ganhou quem investiu em interatividade

Por: Manuela Nogueira - Atualizado em

Carrossel- shopping Pátio Higienópolis_2192
Pátio Higienópolis tem carrossel com quinze lugares (Foto: Fernando Moraes)

O fim de ano se aproxima e muitas famílias paulistanas aguardam por um dos passeios mais tradicionais da cidade: levar as crianças aos shoppings para ver a decoração de Natal e dar um beijo no Papai Noel. Foi-se o tempo, no entanto, em que esses estabelecimentos simplesmente enfeitavam uma árvore e contratavam um senhor bonachão para distribuir pirulitos. Cada vez mais caprichosos, eles agora têm oficinas infantis, brinquedos e atividades especiais.

Para escolher os campeões da decoração natalina, VEJA SÃO PAULO selecionou oito shoppings espalhados pela capital e convidou cinco especialistas mirins para visitá-los. Nossos avaliadores são crianças espertas, animadas, que já sabem escrever lista de presentes e juram de pés juntos que o Bom Velhinho existe, sim senhor. Durante o último fim de semana, os alunos do Colégio Pentágono Artur Bertolassi, Manuela Ghiselli, Marina Vitulli e Rodrigo Chojniak, todos com 6 anos, e Mel Vitulli, de 5, ficaram de olho nos detalhes do passeio.

Cada shopping foi avaliado pelos critérios diversão (presença de oficinas e brinquedos) e encantamento (beleza e impacto do cenário). A pontuação máxima indica excelente. O campeão foi o Higienópolis, com sua árvore imensa, carrossel e oficina. Na peregrinação, houve momentos engraçados. Quando saímos do Villa-Lobos e fomos para o Eldorado, Rodrigo questionou: “Como o Papai Noel conseguiu chegar antes de nós?”. Por sorte, sua mãe foi ligeira: “É que o trenó anda muito mais rápido que a nossa van”.

1º Pátio Higienópolis

Foi difícil segurar o Artur quando ele descobriu que embaixo da árvore de Natal de 20 metros de altura havia um carrossel. “Aqui dá para brincar mesmo”, gritou logo antes de sair correndo em direção aos cavalos de madeira. O Pátio Higienópolis ocupa a primeira posição porque é o mais voltado para crianças, ao mesmo tempo em que faz brilhar os olhos dos adultos por causa da decoração da designer Cecilia Dale. Ao encontrar um cavalo de camurça branco preso a uma charrete cheia de presentes, mas que mexe a cabeça, Manu perguntou: “É de verdade?”. Na ala recém-inaugurada, uma fila de cinco minutos se formava para cumprimentar um Papai Noel simpático e de bochechas rosadas. Bem ao lado, muitos pais e filhos se aglomeravam no espaço da oficina de biscoitos, onde crianças de 4 a 10 anos fazem cookies de gengibre. Como são apenas dozes vagas por aula, e cada uma dura cinquenta minutos, quando Artur e Manu tentaram se inscrever, a espera era de duas horas. 

Natal crianças Higienópolis_2192
Artur e Manu na oficina que ensina a fazer biscoito de gengibre: “Cozinhar é tão gostoso quanto comer ” (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: excelente

Encantamento: excelente

Ponto alto: além do carrossel, a criança pode ficar por cinquenta minutos na oficina de biscoitos sem os pais.

Ponto baixo: as filas costumam ser muito longas nos fins de semana.

Tempo médio de visita: três horas

 

2º Morumbi 

Natal shopping Morumbi_2192
Duas árvores do vão central do shopping Morumbi (Foto: Fernando Moraes)

Quem visitar o shopping vai perceber que a entrada principal foi transformada em território infantil. Dezenas de crianças correm livremente de um lado para outro e se divertem nos três escorregadores do salão. Monitores atenciosos ficaram de olho enquanto Rodrigo, Marina e Mel se divertiam no local. “É muito mais legal quando tem brinquedo de verdade”, afirmou Rodrigo. A alegria foi tamanha que as crianças ficaram ali por quase uma hora e simplesmente se esqueceram do Papai Noel. Para achá-lo, é preciso subir um lance de escada rolante. 

Natal criança shopping Morumbi_2192
Rodrigo aproveita o escorregador: “É muito mais legal quando tem brinquedo de verdade” (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: muito bom

Encantamento: muito bom

Pontos altos: o espaço com três escorregadores e a área livre para a correria

Ponto baixo: o Papai Noel fica em outro piso e as crianças se esqueceram dele

Tempo médio de visita: uma hora e meia

 

3º Eldorado 

Natal shopping eldorado_2192
Decoração do shopping Eldorado (Foto: Fernando Moraes)

Na praça central do 1º andar, as crianças têm a chance de conhecer uma parte da casa do Papai Noel que raramente é retratada: a biblioteca. A graça, ali, é usar uma mesa para escrever a lista de presentes e, depois, colocá-la numa caixinha-postal. “Espero que a minha carta chegue direitinho ao Polo Norte”, disse Marina. No mesmo espaço ficam a árvore de 15 metros de altura (com algumas luzes apagadas) e o Papai Noel, que passa quase o dia inteiro ouvindo pedidos e distribuindo balas. Nos momentos em que ele precisa se ausentar, os duendes acalmam as crianças. Explicam que era preciso “alimentar as renas”. Nesses intervalos, os pequenos são entretidos por monitores, que contam histórias natalinas. 

Natal crianças Eldorado_2192
“Querido Papai Noel”: Marina, Mel e Rodrigo escrevem, postam suas cartinhas e depois ouvem histórias (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: muito bom

Encantamento: bom

Pontos altos: lugar para escrever, postar as cartas e outro para ouvir histórias

Ponto baixo: precisa levar papel e caneta para escrever as cartinhas

Tempo médio de visita: uma hora e meia

4º Center Norte 

Papai Noel Center Norte _2192
Manu aproveitou o encontro para pedir seu presente: uma boneca (Foto: Fernando Moraes)

Pela forma como o cenário foi montado, parece que o Papai Noel espera pelas crianças na porta de sua casa (ou seria fábrica de presentes?). Mas elas não conseguem entrar nessa construção, que só mostra a fachada da residência. Curiosidade: existem 24 janelas, que serão abertas uma por uma a partir de 1º de dezembro, numa contagem regressiva para o Natal. O lugar mais bacana, no entanto, fica a alguns passos dali, no chamado Espaço Kids. É um quiosque de madeira onde monitoras vestidas de Mamãe Noel e monitores trajados de duendes realizam oficinas para crianças de 4 a 12 anos. Elas aprendem a criar cartões, calendários e enfeites. “Nunca tinha feito um cartão”, contou Artur. “No meu, pedi uma boneca”, afirmou Manu. 

Crianças natal shopping center norte_2192
Oficina de brinquedos: Artur e Manu prestaram atenção às instruções (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: muito bom

Encantamento: regular

Ponto alto: os filhos ficam na oficina de brinquedos por meia hora enquanto os pais fazem compras

Ponto baixo: falta charme à casa do Papai Noel, de madeira escura

Tempo médio de visita: uma hora

 

5º Anália Franco  

Natal shopping Anália Franco_2192
Vila Anália: um passeio pela vizinhança do Papai Noel (Foto: Fernando Moraes)

Caminhar pela Vila do Papai Noel é a grande novidade do shopping, cuja decoração de Natal foi feita pela designer Cecilia Dale, a mesma que fez a do Pátio Higienópolis. Ela montou uma praça cenográfica, onde pais e filhos conhecem lugares como a capela e a banca de flores do Bom Velhinho. No passeio há também uma panificadora, a parada de que Artur mais gostou. “Eu só queria que o pão fosse de verdade.” O ponto preferido de Manu foi a taverna, onde um Papai Noel artificial monta pizzas. “Queria morar aqui.” Quem esquecer a câmera poderá recorrer a uma fotógrafa, que cobra entre 10 e 15 reais pelo retrato no trenó. Um quiosque vende canecas e outros suvenires natalinos. 

Natal Anália Franco_2192
Manu: “Queria morar aqui” (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: bom

Encantamento: muito bom

Ponto alto: o cenário, que imita a vila onde mora o Bom Velhinho

Ponto baixo: os itens são de plástico, inclusive o pão, as pizzas e as flores

Tempo médio de visita: quarenta minutos

 

6º Iguatemi 

Crianças Natal Shopping Iguatemi_2192
Inconformados: Marina, Rodrigo e Mel não puderam chegar perto da praça principal (Foto: Fernando Moraes)

“Nossa, deve ter dado muito trabalho para arrumar tudo isso!” Foi assim que Mel reagiu quando viu a decoração interna do shopping. A praça central se transformou numa estação de trem, com direito a torre de relógio, barraca de pipoca, 63 bonecos eletrônicos e um trenó com renas preso no teto. O espaço, no entanto, é cercado por um muro e ninguém pode entrar. “Seria muito mais legal se a gente pudesse brincar ali dentro”, disse Rodrigo. Ele se divertiu mesmo foi na calçada da Avenida Brigadeiro Faria Lima, onde um Papai Noel de 5 metros de altura acompanhado de um labrador igualmente gigante dava as boas-vindas às crianças. 

Papai Noel gigante Iguatemi_2192
Detalhe da decoração: Papai Noel de 5 metros de altura (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: regular

Encantamento: excelente

Pontos altos: o boneco e o labrador gigantes na porta do shopping

Ponto baixo: ninguém pode entrar na estação de trem cenográfica

Tempo médio de visita: trinta minutos

 

7º Villa-Lobos 

Natal shopping Villa-Lobos_2192
Decoração do Villa-Lobos conta com 60 000 luzes (Foto: Fernando Moraes)

O Papai Noel deste shopping é o melhor presente que os pais poderiam receber no Natal. Ele foi o único a dar conselhos sobre o sem-fim de pedidos das crianças. “Mostrei minha lista, mas ele disse que era longa demais”, contou Rodrigo. “Falou que só tinha dinheiro para construir três presentes.” Após receberem um beijo do Bom Velhinho, as crianças foram explorar o local e encontraram mesas, cadeiras e uma estante cheia de vinhos. Deduziram que era uma área para adultos e, na ausência de qualquer brinquedo, foram se divertir na loja em frente, que vende filhotinhos de animais. 

Papai Noel Villa-Lobos_2192
Bom Velhinho dá uma forcinha aos pais pedindo às crianças que maneirem nos pedidos (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: regular

Encantamento: muito bom

Ponto alto: Papai Noel simpático e camarada com os pais

Ponto baixo: a ausência de brinquedos

Tempo médio de visita: trinta minutos

 

8º Vila Olímpia 

Natal shopping Vila Olímpia_2192
Na lanterna: o espaço sem brinquedos deixou as crianças entediadas (Foto: Fernando Moraes)

Um pinheiro com 12 metros de altura, na praça principal do shopping, é o destaque da decoração. Ao redor dele está um quiosque charmoso, cheio de luzes verdes e renas eletrônicas — a que finge estar dormindo encanta todas as meninas. Os meninos, por sua vez, sentem-se meio perdidos por aqui. Tanto que Artur começou a ficar irritado porque só queria ir ao boliche do centro de compras. No piso de cima, um Papai Noel meio sem graça recepcionava as crianças. “Ele é de mentira, a barba é muita curta”, acertou Artur ao conhecer um velhinho com sotaque paulistano bem carregado. 

Crianças natal shopping vila olímpia_2192
Manu: “É só isso? Não tem mais nada para ver?” (Foto: Fernando Moraes)

Diversão: regular

Encantamento: bom

Ponto alto: as renas eletrônicas que se movimentam

Pontos baixos: a decoração tímida e um Bom Velhinho pouco convincente

Tempo médio de visita: vinte minutos

 

ENQUANTO ISSO, NA PAULISTA... 

Shopping Center 3_2192
Fachada do Shopping Center 3: mais de 100 000 lâmpadas na decoração (Foto: Mario Rodrigues)

A avenida-símbolo de São Paulo começa a ganhar um charme especial. No Shopping Center 3, a decoração homenageia o maestro João Carlos Martins. Entre os enfeites, encontram-se notas e instrumentos musicais. Há três pinheiros ornados com luzinhas amarelas, laços vermelhos e bolas douradas. Um deles fica posicionado sobre um coreto que, a partir de 1º de dezembro, servirá de palco para apresentações de 32 corais. Ao lado do Colégio São Luís, o Edifício São Luís Gonzaga dedica sua fachada à história do nascimento do Menino Jesus, com figuras de Maria, José e dos três Reis Magos. Dois bonecos de Papai Noel, sentados no prédio, completam o cenário. A agência do Itaú Personnalité, na esquina da Alameda Ministro Rocha Azevedo, está em fase de preparativos finais. Já é possível observar pinheirinhos e testes das lâmpadas durante o dia. A inauguração está prevista para o início de dezembro.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO