Esmaltes on the rocks

"Nail bar" mistura happy hour e manicure

Com cardápio de drinques e petiscos, salões especializados em unhas ganham espaço na rotina das paulistanas

Por: Sophia Braun - Atualizado em

Detrich - nail bar
Detrich, em Moema: cerveja artesanal que lava o nome do salão entre outros drinques (Foto: Carla Irgang)

Imagine combinar uma happy hour com as amigas na manicure, com direito a bebida e petiscos variados. Essa é a proposta de alguns estabelecimentos que surgiram recentemente na cidade. Inspirados nos “nail bar” (bar para fazer as unhas, em tradução livre) dos Estados Unidos e da Europa, esses salões de beleza fogem do padrão dos cabeleireiros. No lugar das cadeiras giratórias, o espaço oferece confortáveis poltronas, e o barulho dos secadores de cabelo é substituído por uma trilha sonora agradável. Para completar, há um cardápio de comes e bebes, que vai além do cafezinho.

+ Música e cerveja gelada na manicure

+ Nova grife promete acirrar concorrência no mercado de esmaltes

“Eu costumava fazer as unhas na sexta à noite. E, depois de uma semana de trabalho à base de café, eu adoraria que me oferecessem uma cervejinha no salão”, conta a publicitária Juliana Diniz, 34 anos. Foi com essa ideia na cabeça que ela inaugurou, em maio de 2010, o Detrich, em Moema. Enquanto fazem as unhas (R$ 19,00 a mão e R$ 25,00 o pé) — e cuidam do corpo e do rosto também —, as clientes podem experimentar uma cerveja de fabricação própria (DETRICH Bier, R$ 8,50), além de outros dez rótulos especiais, vinho, espumante e cachaça.

Lily Nail, Bar e Spa - nail bar
Balcão de manicure do Lily, na Vila Olímpia: banquetas com clima de bar (Foto: Divulgação)

No coração da Vila Olímpia, rodeado de prédios comerciais, o Lily Nail Bar e SPA costuma lotar na hora do almoço. “A mulherada aproveita o intervalo para fazer as unhas. Algumas delas têm até horário fixo”, conta a proprietária, Stephanie Kim, 25 anos, que oferece também tratamentos corporais, faciais e depilação. Outro período movimentado é o fim da tarde, quando o bar faz mais sucesso. Da carta de bebidas, é possível optar entre cerveja, vinho, espumante, cachaça e até vodca com energético. “O pessoal que vem mais à noite costuma brincar que o salão funciona como um ‘esquentinha’”, diz Stephanie. Essa atmosfera boêmia é reforçada pela ambientação. O serviço de manicure (R$ 14,00) pode acontecer sobre um balcão alto, com banquetas e tudo o mais a que um bar tem direito.

Outras esmalterias glamurosas

LILAC NAIL

Bia Franzini
Lilac Nails - nail bar
Clima romântico e aconchegante no Lilac: chá da tarde às terças (Foto: Bia Franzini)
Clima romântico e aconchegante no Lilac: chá da tarde às terças

Além de reunir mais de 1.500 esmaltes — os importados ficam expostos em uma cristaleira —, o salão transborda charme. De estilo provençal, característico do sul da França, conta com poltronas, almofadas floridas em tons de lilás e até uma pequena plantação de lavanda. Para fazer as unhas nesta casa do Itaim Bibi, paga-se de R$ 20 a R$ 35, dependendo do esmalte. Também oferece serviço de depilação. Em harmonia com o clima do ambiente, às terças, a proprietária Luciane Chelegão propõe um chá da tarde.

PICNICDRIC

Divulgação
Picnicdric - nail bar
Espaço diminuto do Picnicdric: mais de 500 esmaltes de marcas internacionais (Foto: Divulgação)
Espaço do Picnicdric: mais de 500 esmaltes de marcas internacionais

Instalado dentro da loja da estilista Adriana Barra, nos Jardins, o pequeno salão é comandado pela manicure Gisele Camargo. Em meio à decoração com cara de piquenique, encontram-se mais de 500 esmaltes, todos de marcas internacionais. “A linha da Deborah Lippmann faz muito sucesso. As tintas são coloridas e têm um toque de glitter”, diz a especialista em unhas. Para fazer a mão com tanto glamour é preciso desembolsar R$ 35. Além das pinturas convencionais, é possível aplicar o Minx, tipo de adesivo com durabilidade maior. Neste caso, o preço sobe para 200 reais. Sucos, cappuccino, refrigerantes e pão de queijo são cortesia.

UNHAS E CORES

Divulgação
Unhas e Cores - esmaltes 2240
Prateleira da Unhas e Cores, em Moema: 700 tipos de esmalte (Foto: Cida Souza)
Prateleira da Unhas e Cores, em Moema: 700 tipos de esmalte

Para a alegria das vaidosas de plantão, o acervo de esmaltes engordou. Em recente reportagem de VEJA SÃO PAULO, o salão da publicitária Roberta Resende, em Moema, contava com 450 vidrinhos de grifes internacionais. Hoje, esse número supera a marca de 500. A manicure custa R$ 19. Se o esmalte escolhido for Channel, sai por R$ 24. Apesar de o espaço não ter serviço de bar, às sextas, a partir das 17h, as clientes são presenteadas com uma taça de prosseco.

Fonte: VEJA SÃO PAULO