Bares

MyNY Bar lança linha de coquetéis envelhecidos

A partir de sábado (26), casa adiciona ao cardápio os chamados barrel aged cocktails

Por: Fabio Wright

MyNY Bar - coquetéis envelhecidos - 2210
Negroni, manhattan e old fashioned: seis semanas de maturação (Foto: Cida Souza)

Pelo menos duas vezes por ano o paulistano Daniel Fialdini viaja para Nova York atrás de ideias para seu MyNY Bar, endereço do Itaim célebre pelos coquetéis e por fazer uma caprichada homenagem à Big Apple. Depois da última jornada, em dezembro de 2010, ele propôs ao barman da casa, Marcelo Serrano, o desafio de reproduzir em São Paulo uma tendência de lá: os drinques envelhecidos em barril. O resultado poderá ser conferido a partir deste sábado (26), quando a casa adiciona ao cardápio os chamados barrel aged cocktails.

Nessa primeira experiência, Serrano apostou em três clássicos da coquetelaria mundial: o old fashioned, o manhattan e o negroni (R$ 26,00 cada um). No processo, usam-se pequenos barris de carvalho americano, de 5 litros cada um. Comprados virgens, eles recebem uísque (ou outro destilado) durante duas semanas. Depois, a bebida é retirada e, com ela, produz-se o coquetel, sem adição de gelo. Devolvida ao recipiente, a mistura descansa por no mínimo seis semanas até ficar no ponto. Quem quiser poderá pedir essa versão e a convencional para constatar a diferença. A envelhecida adquire paladar suave e é mais aromática, com odor marcante de madeira.

Inventado em 1919 pelo conde italiano Camillo Negroni, em Florença, na Itália, o negroni é o único dos três que leva gim (no caso, o inglês Tanqueray). Completam a receita vermute tinto, Campari e cubos de gelo. Os outros dois têm como base o uísque. Em sua forma envelhecida, o elegante e sóbrio manhattan — criado em 1870 em Nova York — mistura uísque canadense, vermutes tinto e seco e angustura. Na hora de montá-lo, o barman coloca uma cereja italiana em calda no fundo da taça. Por fim, prove o old fashioned, concebido na época da Lei Seca americana. Combina uísque americano, angustura de laranja e açúcar. Aqui, traz um toque autoral. Vem acompanhado por uma esfera de gelo, do tamanho de uma bola de sinuca, com casca de laranja dentro.

Fonte: VEJA SÃO PAULO