Mistérios da Cidade

Musa inspiradora: São Paulo aparece em mais de 3 000 músicas

Confira alguns clássicos que cantam a capital 

Por: Mauricio Xavier [Colaborou Vinicius Tamamoto]

Rua Augusta
Esquina da Rua Augusta com a Rua Fernando de Albuquerque, na Consolação: tema de música (Foto: Mario Rodrigues)

Desde Missa a São Paulo, de 1750, mais de 3 000 canções foram compostas com citações a ruas e pontos da metrópole em sua letra. Só a Avenida São João, no centro, aparece nos clássicos Ronda, de Paulo Vanzolini, e Sampa, de Caetano Veloso. O levantamento é de Assis Ângelo, pesquisador de música brasileira. Confira outros sucessos que cantam a capital.

+ Passarelas homenageiam personalidades que marcaram a cidade

Rua Augusta (Hervé Cordovil, 1964). “Entrei na Rua Augusta / A 120 por hora / Botei a turma toda / Do passeio pra fora / (...) / Toquei a 130 / Com destino à cidade / No Anhangabaú botei mais velocidade”

São São Paulo (Tom Zé, 1968). “São São Paulo meu amor (...) / Em Brasília é veraneio / No Rio é banho de mar / O país todo de férias / E aqui é só trabalhar”

Tradição (Geraldo Filme, 1980). “Quem nunca viu o samba amanhecer / Vai no Bixiga pra ver (...) / Mas o Vai-Vai está firme no pedaço / É tradição e o samba continua”

Punk da Periferia (Gilberto Gil, 1983). “Sou um punk da periferia / Sou da Freguesia do Ó / Ó / Ó, aqui pra vocês! / Sou da Freguesia”

Santa Rita de Sampa (Rita Lee e Roberto de Carvalho, 1997). “Desvairada da Pauliceia / Virgem e mártir de toda a gentalha / Mãe menininha da Pompeia / (...) / Marginal de Vila Mariana”

Modão de Pinheiros (Maurício Pereira, 2012). “Foi no bairro de Pinheiros / Que eu me entreguei por inteiro / Para uma linda moça / Que descia a Rebouças”

Fonte: VEJA SÃO PAULO