Mistérios da Cidade

Música erudita no Viaduto 9 de Julho

Alto-falantes vão reproduzir, 24 horas por dia, clássicos nacionais e internacionais escolhidos por João Carlos Martins

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Flora Monteiro e Nathalia Zaccaro]

Música erudita no Viaduto 9 de Julho - Mistérios da Cidade 2262
Regida por João Carlos Martins, Bachiana Filarmônica Sesi-SP ocupará área inutilizada sob o viaduto (Foto: Mario Rodrigues)

O Viaduto 9 de Julho, no centro, vai ecoar música erudita. Nas próximas semanas, ele ganhará alto-falantes para reproduzir, durante 24 horas por dia, clássicos nacionais e internacionais escolhidos pelo maestro João Carlos Martins. Sua orquestra, a Bachiana Filarmônica Sesi-SP, passa a ocupar neste sábado (24) uma área que estava abandonada sob o viaduto. Com 310 metros quadrados, o local abrigou a União Internacional Protetora dos Animais há alguns anos e acaba de ser reformado pela Secretaria Municipal de Assistência Social a um custo de 500.000 reais.

+ São Paulo celebra os 125 anos do compositor Heitor Villa-Lobos

+ Livro homenageia centenário do Teatro Municipal

“Por questões acústicas, tivemos de usar muita madeira, o que encareceu a obra. Mas ficou lindo”, diz a secretária e vice-prefeita Alda Marco Antonio. A Fundação Bachiana não pagará aluguel para usar o espaço e, em contrapartida, reservará 30% das vagas nos cursos de musicalização infantil para os projetos sociais da secretaria, o que atenderá 600 alunos. “Será uma ponte para levar crianças à música. E, com os clássicos tocando do lado de fora, a região se tornará um novo referencial para a cidade”, acredita Martins.

Alguns dos clássicos que serão ouvidos no Viaduto 9 de Julho:

Nona Sinfonia, de Beethoven

Bolero, de Ravel

Sinfonia Nº 40, de Mozart

Concertos de Brandemburgo, de Bach

Bachiana Brasileira Nº 7, de Villa-Lobos

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO