Especiais

Museus diversificam atividades para atrair público extra

Mostras de cinema, cursos e encontros com curadores fazem o leque de atividades oferecidas aumentar

Por: Fernanda Nascimento - Atualizado em

2156 museus lasar segall
Aula de gravura no Lasar Segall: prensa usada pelo pintor mais de cinquenta anos atrás (Foto: Mario Rodrigues)

Muitas das pessoas que visitam o Museu Lasar Segall, na Vila Mariana, não querem apenas admirar as obras do artista plástico lituano. No antigo ateliê do pintor é ministrada a oficina de xilogravura e gravura em metal. Munidos de pedaços de madeira, tintas e uma série de instrumentos — entre eles a prensa usada pelo próprio Segall (1891-1957) —, os alunos aprendem as técnicas e a história dos métodos. “Nossas turmas estão sempre cheias”, conta o professor Paulo Penna. Alguns museus investem em outras atividades para atrair um público extra. É o caso do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), no Parque do Ibirapuera, que todos os anos promove o Núcleo Contemporâneo. Por uma anuidade de 714 reais, um grupo de sócios participa de visitas monitoradas a coleções e encontros com curadores para aprofundar o conhecimento em arte. Há fila de espera para os 185 lugares.

Desde o ano passado, o Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), no Jardim Europa, exibe, todos os sábados, títulos do circuito alternativo, documentários e filmes sobre arte em sua sala de cinema. O fim de semana segue agitado com os recitais de piano aos domingos. No Masp, na Avenida Paulista, há o projeto Letras em Cena, com leituras dramáticas, às 19h30 de segunda-feira, além de shows às terças, às 12h30. Mas é claro que, entre uma atração e outra, sempre vale a pena dar uma olhadinha no acervo.

  • Com a inusitada formação de bateria, guitarra e trombone, o trio apresenta uma sonoridade única com canções próprias e releituras de temas com ritmos brasileiros, jazz, funk e balada.
    Saiba mais
  • Mistura de trilha sonora com o rock psicodélico dos anos 1970 com influências do trip hop e do jazz.
    Saiba mais
  • O multi-instrumentista, produtor e arranjador faz show de lançamento do álbum Inventa qualquer coisa. Ingressos: R$10,00 (a bilheteria será aberta com duas horas de antecedência) - Sala Adoniran Barbosa (631 lugares)
    Saiba mais
  • A banda apresenta canções do seu novo álbum, 'Chorume'.
    Saiba mais
  • Com mais de 30 anos de carreira, Zé Geraldo tem 15 discos lançados, fora coletâneas e compactos. Na apresentação o cantor e compositor é acompanhado pelos músicos Jean Trad, Carlito Rodrigues e Carneiro Sândalo.
    Saiba mais
  • Um dos compositores mais premiados de Porto Alegre lança seu novo álbum 'Vila Brasil'.
    Saiba mais
  • 'Vinyl' é a primeira adaptação cinematográfica, radicalmente livre, do romance Laranja Mecânica (A Clockwork Orange), de Anthony Burgess. Nele, a personagem principal, Alex DeLarge (interpretado por Gerard Malanga), dança freneticamente ao som de The Kinks e Martha and the Vandellas, passando depois por uma sessão de tortura com verdadeiros peritos em sadomasoquismo. Warhol afirmou em entrevistas que as imagens de tortura sexual presentes no fundo da cena são reais, como também a participação "cool" da bela Edie Sedgwick, sentada, dançando e vendo as cenas com indiferença, já que ela não sabia que estava sendo filmada.
    Saiba mais
  • Documentário que mapeia a personalidade complexa e a vida agitada de Andy Warhol. Amigos, artistas, músicos e irmãos, dão declarações preciosas importantes de como Warhol via o mundo, o homem e as artes.
    Saiba mais
  • Em 'The Velvet Underground & Nico' a vocalista Nico senta-se num banco alto enquanto os músicos formam um semicírculo atrás dela, executando números musicais ensurdecedores que culminam numa intervenção policial motivada por queixas da vizinhança do estúdio Factory. Um momento histórico do rock e do cinema underground.
    Saiba mais
  •  Ambientado na cultura underground dos anos 60, repleto de diálogos e sequências envolvendo sexo, drogas e política. Simultaneamente são projetadas duas cenas dividindo a tela em ações distintas. As imagens e o áudio são manipulados propositalmente, em várias cenas vemos a combinação de cores e preto e branco, o som fica com volume baixo em algumas partes e totalmente ausente em outras, dando a impressão de defeitos técnicos. Um dos filmes mais radicais e cultuados de Andy Warhol.
    Saiba mais
  • Dirigido pelo ator-produtor-diretor Ulli Lommel, ex-colaborador de Rainer W. Fassbinder, 'Geração Punk' tornou-se cult no final dos anos 70. Reuniu o ícone da pop arte Andy Warhol e a banda chave do movimento punk em New York, Richard Hell & The Voidoids. O próprio Richard Hell interpreta o músico Bill, que tem sua vida dividida entra sua relação de amor e ódio com a jornalista Nada (Carole Bouquet) e o crescimento de sua carreira. Filmado inteiramente em locações como ruas e clubes undergrounds de New York em 1979, principalmente no badalado e histórico "CBGB", palco onde tocaram bandas como a cultuada Television. Este filme tornou-se sensação no cenário underground de Londres dos anos 90. É um registro real, um marco histórico do movimento punk iniciado pela chamada "Geração Vazia".
    Saiba mais
  • Produzido em 1979 com uma rara participação de Andy Warhol, e também a performance da banda "The Cowboy Island Band", uma das melhores do cenário pop rock da época. O líder da banda conta, em flashback, seu envolvimento com o tráfico de drogas e sua relação com seu empresário, interpretado por Jack Palance. Andy Warhol, com a sua inseparável Polaroid, registrou momentos importantes da trama, que culmina em tragédia e arrependimentos. O diretor Ulli Lommel, ex-pupilo de Rainer W. Fassbinder, convidou novamente seu amigo Warhol para uma breve participação, agora com uma combinação mortal de drogas, sexo e rock´n´roll.
    Saiba mais
  • Os Recitais de Piano ocorrem no teatro MuBE Nova Cultural sempre aos domingos. O programa oferece cerca de cinquenta concertos anuais. Em março, estão na agenda Lucas Thomazinho (24) e Mariana Rodrigues (31). Nos repertórios figuram nomes que vão de Beethoven a Bach, Chopin e Mozart. A apresentação de Luiz Gustavo Cruz foi cancelada por motivos de saúde. Confira o programa completo das apresentações: 24/3: Lucas Thomazinho Prelúdios e fugas vol. I - Bach Estudos opus 25 - Chopin Estudos opus 25 - Barber 31/03: Mariana Rodrigues Sonata em Ré Maior KV 576 - Mozart Estudo de Execução Transcendental n° 9: Ricordanza - Liszt Images I - Debussy Três Estudos - Debussy
    Saiba mais
  • A orquestra de câmara Cantilena Ensemble é formada por 12 músicos com ampla experiência no cenário da música erudita do país. O grupo paulistano foi fundado, em 2006, pela violinista Maria Fernanda Krug e, nestes quatro anos de existência, já se apresentou em mais de 15 cidades do interior do estado de São Paulo, na capital paulista, além dos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.
    Saiba mais
  • O pianista finlandês tem dois compromissos. Chopin, Sibelius e Brahms estão no roteiro.
    Saiba mais
  • Danilo Tomic volta ao MASP para apresentar-se ao shakuhachi (flauta de bambu japonesa), tocando do repertório milenar dos monges zen-budistas às novas experiências de integração com instrumentos ocidentais, como o violão e o violoncelo, com destaque para a estréia mundial de sua mais recente composição ”Tons de outono”. Além de tocar, Tomic falará sobre a história e curiosidades do instrumento e da música japonesa.
    Saiba mais
  • Resenha por Jonas Lopes: A Ocam propõe um repertório variado. No roteiro, encontram-se a Sinfonia Simples Op. 4, de Benjamin Britten, com regência de André Bachur, e o Concerto para Vibrafone e Orquestra, com solos de Carlos dos Santos. Na sequência, o maestro Guilherme Sparrapan comanda uma versão da Sinfonieta, de Francis Poulenc. Acontece dia 18/09/2011.
    Saiba mais
  • Com nove integrantes, o grupo de câmara interpreta criações de Vivaldi, entre outros autores do barroco italiano. Outro destaque do espetáculo são obras escritas em missões jesuíticas entre os séculos XVII e XVIII na Bolívia.
    Saiba mais
  • Oferece um espaço para a iniciação à gravura em madeira ou outros processos da impressão em relevo Orientadora: Flavia Yue
    Saiba mais
  • Oficinas básicas de litografia, em que se faz a introdução à sua prática e história Orientador: Paulo Camillo Penna
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO