Memória

Com 120 anos, Museu do Ipiranga é o pioneiro das nossas relíquias

Entrada será gratuita neste fim de semana

Por: Maurício Xavier - Atualizado em

Memorias_3_Museu_Ipiranga
O prédio em construção, em 1888: linhas neoclássicas. (Foto: Reprodução Museu do Ipiranga.)

Instalado no Ipiranga, o Paulista é o mais antigo entre os145 museus da capital. Seu prédio foi erguido como um monumento à proclamação da independência, e o projeto do engenheiro italiano Tommaso Gaudenzio Bezzi segue o estilo neoclássico que identificou a arquitetura da cidade a partir do fim do século XIX.

memoria-Afonso -Taunay
O engenheiro italianoTommaso Bezzi. (Foto: Reprodução Museu do Ipiranga)

Finalizada em 1890, a construção só passou a expor peças em 1893, mas sua vocação inicial era a história natural, com espécimes de plantas e animais. Dois anos depois, voltou-se à história geral, foco que mantém até hoje.

memoria -museu-ipiranga
O historiador Afonso d’Escragnolle Taunay, diretor da instituição entre 1917 e 1945: exposição sobre São Paulo na década de 30. (Foto: Acervo do Museu Paulista da USP / Reprodução José Rosaei)

O popular “Museu do Ipiranga” (curiosamente, esse nunca foi seu nome oficial) possui um acervo de 150 000 itens, entre objetos, imagens e documentos, e celebra um duplo aniversário em 2013: 120 anos de fundação e cinquenta anos de incorporação à USP. Para marcar o Dia Internacional de Museus (18 demaio), a entrada será gratuita neste fim de semana.

Fonte: VEJA SÃO PAULO