CRIMINALIDADE

Em rede social, mulher relata tentativa de estupro no Villa-Lobos

Foi criado um abaixo-assinado pedindo por mais policiamento no parque; polícia investigará o caso

Por: Veja São Paulo

Parque Villa-Lobos
Em rede social, mulher relata tentativa de estupro em parque na Zona Oeste (Foto: Elaine Cristina Mendes)

Em uma postagem no Facebook, uma mulher contou ter vivido momentos de terror no Parque Villa-Lobos, na Zona Oeste, na tarde da última segunda (7). De acordo com relato, publicado no mesmo dia, ela disse ter sofrido uma tentativa de estupro após ser atacada por dois homens quando andava de bicicleta no parque. 

"Enquanto um deles tentava me prender, o outro me ameaçava com uma faca, mandando eu ficar quieta”, escreveu. A mensagem foi compartilhada mais de 5 200 vezes na rede social. Também foi criado um abaixo-assinado pedindo mais policiamento no parque. A reportagem tentou entrar em contato com a vítima, mas não teve resposta até a publicaçao deste texto. 

+ "O terror durou uma hora", diz jovem estuprada por seis no Ibirapuera

Após a abordagem, ela disse ter gritado e conseguiu escapar do homem que a segurava.  “Consegui alcançar minha bicicleta caída e utilizá-la para me esquivar das facadas que o outro sujeito tentava me dar, no lado esquerdo do meu abdômen”, escreveu.  “Eu só gritava de desespero e pavor."

Ela escreveu que os gritos chamaram a atenção de outras pessoas que passavam pela região. Alguns homens vieram em sua direção, mas não a ajudaram e saíram correndo. “O cara que me agarrou e rasgou minha roupa também se apavorou com meus gritos e fugiu, o outro, armado, ainda tentou me dominar e acertar com a faca mais algumas vezes, até eu jogar a minha bicicleta com toda a minha força possível em cima dele”, disse.

+ Um ano após tentativa de estupro, aluna da USP volta a ser ameaçada

Depois, escreveu a mulher, um casal jovem se aproximou. Uma mulher cobriu o seu corpo e o homem correu atrás dos criminosos. “Ele conseguiu recuperar a faca utilizada e a entregou para a guarda patrimonial do parque, enquanto eu tentava me acalmar e parar de tremer”.

+ Após estupro, USP acelera adoção de novo modelo de policiamento

Ainda, segundo o relato,  outras pessoas se aproximaram e tentaram encontrar os sujeitos, mas eles conseguiram fugir. “O cara poderia ter levado minha bike, meu celular e meu dinheiro, mas ele preferiu roubar algo muito mais precioso: minha dignidade". 

+ Após tentativa de estupro, esta garota escreveu uma carta aberta emocionante para o seu agressor

A Secretaria de Segurança Pública informou que o delegado titular do 14º Distrito Policial de Pinheiros, Roberto Krasovic, instaurou inquérito policial e investiga o caso.

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria do Meio Ambiente, o crime ocorreu por volta das 15 horas. O parque, de 1,3 quilômetros quadrados, tem 35 vigilantes no período diurno e 16 no noturno e não tem câmeras de vigilância. Ainda, conforme a assessoria, a gestão pretende orientar os vigilantes para ficarem mais atentos e a polícia deve usar cavalos como apoio, dentro do parque.  

Confira o relato abaixo:

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

+ Confira as últimas notícias 

Fonte: VEJA SÃO PAULO