Crime

Mulher suspeita de matar grávida e retirar feto se entrega à polícia

O corpo de Valíssia Fernandes de Jesus, de 15 anos, foi encontrado na última quarta (12)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Valíssia Fernandes de Jesus
A vítima Valíssia Fernandes de Jesus: corpo achado dentro de tambor de plástico (Foto: Reprodução/Facebook)

A mulher suspeita de matar Valíssia Fernandes de Jesus, adolescente de 15 anos que estava grávida de oito meses, se entregou à Polícia Civil em Sertãozinho, interior de São Paulo, no fim da manhã desta sexta-feira (14).

Mirian Aparecida Siqueira, de 25 anos, estava acompanhada da mãe e foi levada à delegacia de Pitangueiras, onde o crime aconteceu. A Polícia Civil informou que ela se recusou a prestar depoimento, afirmando apenas que não falará sobre o crime.

Mirian Aparecida Siqueira
Mirian Aparecida Siqueira, de 25 anos, em foto do Facebook: gravidez psicológica (Foto: Reprodução/EPTV)

Segundo a polícia, após matar a jovem dentro da casa onde morava, Mirian abriu o abdômen dela com uma faca e retirou o feto do útero. Para o delegado Maurício José Nucci, a suspeita é de que a mulher pretendia ficar com o bebê da vítima. O corpo de Valíssia foi achado pelo marido da suspeita, dentro de um tambor de plástico, na tarde da última quarta (12). O feto estava no banheiro da residência, próximo a um saco de lixo, onde estava parte do útero.

+ Fique por dentro de tudo o que acontece na cidade

Segundo o marido da suspeita, ela contou que foi primeiramente agredida por Valíssia e, depois, pegou uma faca para a golpear no abdômen. Na época, Mirian contou que havia tido um aborto espontâneo e que o feto encontrado era o seu próprio bebê.

O delegado acredita que Mirian tinha gravidez psicológica. Ele aguarda exame de DNA do feto e análises do Instituto Médico Legal de Barretos, interior de São Paulo. Além disso, também espera decisão da Justiça sobre o pedido de prisão temporária da suspeita, que deve responder por homicídio qualificado e crime de aborto sem consentimento da mãe.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO