Criminalidade

Mulher é encontrada morta e amarrada em casa na Zona Oeste

Os bandidos usaram a faixa de um roupão para prender os pés da analista de sistemas, que foi baleada com um tiro no rosto no Jaguaré na noite desse domingo (30)

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Crime Jaguaré
A polícia encontrou a vítima com os pés amarrados na casa na Rua Caetanópolis (Foto: Edison Temoteo/Futura Press/Folhapress)

A analista de sistemas Noêmia Maria Cardoso Aires, 47 anos, foi assassinada em sua casa, na Rua Caetanópolis, no Jaguaré, na Zona Oeste de São Paulo. A vítima estava com os pés amarrados. O crime aconteceu na noite desse domingo (30).

+ Quatro pessoas são mortas em chacina na Grande São Paulo

Por volta das 19h, dois homens e uma mulher surpreenderam Noêmia em frente à garagem, segundo a Secretaria de Segurança Pública. Em um quarto, os bandidos amarraram os pés da vítima com a faixa de um roupão.

O grupo roubou aparelhos eletrônicos e fugiu no carro de Noêmia. Antes de deixar a casa, um dos assaltantes atirou no rosto da analista de sistemas, que morreu no local.

+ Policial militar é baleado e roubado na Zona Norte

Vizinhos pereceram a movimentação dos bandidos em ligaram para a Polícia Militar. O automóvel foi encontrado na Rua Menotti Rini, a aproximadamente um quilômetros do local do crime. No carro, a perícia encontrou marcas de sangue na maçaneta e no câmbio.

Até o momento nenhum dos bandidos foi preso. O caso foi registrado no 91° Distrito Policial.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO