Cidade

Mulher descobre estar casada com o irmão em programa de rádio

Casal tem uma filha de seis anos perfeitamente saudável

Por: Nataly Costa - Atualizado em

No ar há nove meses, o quadro Anjo dos Encontros, atração do programa matinal A Hora é Agora, da Rádio Globo, promove reencontros diariamente. O apresentador Rony Magrini e Walter Peceniski, criador do site Good Angels, trazem histórias principalmente de parentes que há muito não se veem e querem resgatar a relação. Terça-feira (5), foi a vez de Adriana, em busca da mãe que a abandonou há quarenta anos em uma cidade do interior de São Paulo. Pelo nome e data de nascimento, Peceniski conseguiu o contato da mãe de Adriana e o reencontro foi ao ar, com o choro e a alegria de sempre entre as duas partes. Mas, nesse caso, a emoção  foi seguida pelo pavor da descoberta: Adriana soube naquele momento que estava casada com o irmão, com quem tem uma filha de 6 anos, perfeitamente saudável. 

+ Templo de Salomão: vídeo mostra helicóptero sendo carregado com malas

"Foi um choque para todo mundo, principalmente para a gente", diz Rony Magrini, apresentador do programa. "O quadro dura 15 minutos e eu não posso estourar meu tempo. Depois que as duas se falaram, eu já estava conduzindo o encerramento quando a Adriana pediu para fazer uma pergunta para a mãe. Deixei e foi essa bomba". 

+ Por que somos tão maltratados pelos planos de saúde

A pergunta foi simples: Adriana queria saber se a mãe tinha tido outros filhos e ouviu a resposta positiva. "Tive sim, o Leandro, mas foi com outro homem, não o seu pai", respondeu Maria (nome fictício da mãe). "Não acredito que você está falando isso. Ele é meu marido", respondeu Adriana. A ligação até caiu. "A gente achou que ela tinha desmaiado, tido um ataque do coração, não sei", conta Magrini. 

+ Dona de casa escreve cartas para ajudar analfabetos

O contato foi restabelecido e as informações começaram a ser checadas: nome completo, cidade natal, nome dos pais de cada um. Tudo batia. O programa foi editado e as informações pessoais, preservadas. "Mesmo assim, tivemos recorde de ligações e comentários nas nossas redes sociais. Pessoas xingando, condenando a atitude da mãe e da filha", disse Magrini.

Casamento

Durante a gravação, Adriana disse aos apresentadores que já desconfiava do parentesco porque o marido tem duas certidões de nascimento. Em uma, é filho de mãe desconhecida. Na outra, consta o nome de Maria. Leandro é dois anos mais novo que a mulher e foi criado por uma madrasta, a quem chama de mãe até hoje. Eles nasceram na mesma cidade no interior de São Paulo e moram lá até hoje (o programa não divulgou o nome para preservar a identidade do casal); Maria deixou os dois filhos com os respectivos pais e foi embora. Hoje, mora a 300 quilômetros de distância de Adriana e Leandro.  

Há sete anos, quando o casal se conheceu e ela soube da coincidência, Adriana chegou a questionar um tio, que garantiu que Maria não tinha tido outros filhos. Nunca casou com Leandro no papel, mas vivem uma união estável.

Genética

No Brasil, o casamento entre irmãos é proibido, mas não é crime manterem relações sexuais, desde que sejam maiores de 18 anos.O incesto é tabu em praticamente todas as sociedades. Há justificativas biológicas para isso. Pesquisas médicas mostram que há grande risco de anormalidades genéticas numa criança gerada por parentes próximos, o que felizmente não aconteceu neste caso. O médico geneticista Wagner Baratela explica que o risco para casamentos consanguíneos entre meio-irmãos é de 13% a 25% para doenças recessivas (como fibrose cística) e deficiências intelectuais. “Esses valores podem ser ainda maiores dependendo da população em questão”. 

+ Confira o que acontece na cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO