Política

Movimento Vem Pra Rua lança Muro da Vergonha

O objetivo é pressionar parlamentares que ainda não se posicionaram sobe o impeachment de Dilma Rousseff

Por:

Vem pra Rua
Parlamentares indecisos e que já decidiram votam "não" pelo impeachment de Dilma: pressão popular (Foto: Reproduão/Facebook)

Novidade no caldeirão de protestos que se tornou a Avenida Paulista. O movimento Vem Pra Rua, um dos mais fortes no sentido pró-impeachment, inaugurou na tarde deste domingo (3) o chamado Muro da Vergonha. Na verdade, são duas faixas mais um painel colocados ao lado da Fiesp. Eles mostram parlamentares contrários ou indecisos quanto ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. 

Muro da Vergonha
Inauguração do Muro da Vergonha, na Avenida Paulista: ato em frente à Fiesp (Foto: Reprodução/Facebook)

O objetivo é criar uma comoção popular para que os políticos mudem de ideia - e votem pela saída da presidente. No painel, os indecisos aparecem no alto ao lado do seguinte recado: "vamos pressionar eles". "Eles, no caso, são  Antonio Bulhões (PRB), Marcio Alvido (PR), Miguel Lombardi (PR), Milton Monti (PR), Nelson Marquezelli (PTB), Renata Abreu (PTN), Tiririca (PR) e Vinicius Carvalho (PRB).

Juliana Paes Muro da Vergonha
Juliana Paes postou foto nas redes sociais apoiando o Muro da Vergonha: iniciativa começou neste domingo (3) (Foto: Reprodução/Facebook)

Algumas celebridades apoiaram a iniciativa do Muro da Vergonha, a exemplo de Juliana Paes, que compartilhou uma foto em seu Instagram. Hoje no começo da tarde, a Fiesp lotou a sua frente com o show de uma banda cover do U2.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO