Cidade

'Não estava alcoolizado', diz motorista que caiu no lago do Ibirapuera

Acidente ocorreu na madrugada deste domingo, 25, e polícia está investigando se o condutor, que é funcionário da Câmara Municipal de São Paulo, estava embriagado

Por: Andreza Monteiro - Atualizado em

Fernando Borgonovi
Fernando dormiu ao volante, segundo informações do boletim de ocorrência (Foto: Facebook)

Um acidente insólito ocorreu no lago do Parque Ibirapuera na madrugada do domingo, 25. Por volta das 2h da manhã, o motorista de um Honda Fit que trafegava pela Avenida Pedro Álvares Cabral perdeu o controle do autómovel e caiu no lago do Ibirapuera. Felizmente, ninguém se feriu. O condutor era o jornalista Fernando Borgonovi, de 35 anos, que trabalha como coordenador de liderança do PCdoB na Câmara Municipal de São Paulo. "Não estava alcoolizado e essa informação consta no boletim de ocorrência", disse Borgonovi ao site de VEJA SÃO PAULO. "Sofri um acidente, agora estou bem e o carro somente atolou na margem do lago, não chegou a ficar submerso." Guardas-municipais que atuam no parque foram os primeiros a atender Borgonovi. Segundo a Secretaria de Segurança do Estado de São Paulo, eles contaram à Polícia Civil que o motorista não apresentava estado aparente de embriaguez, porém, estava sonolento.

carro lago ibirapuera
Motorista perde o controle e cai com o carro no lago do Parque Ibirapuera (Foto: Edison Temoteo/Estadão Conteúdo)

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Pauo informou que o condutor foi submetido a um exame clínico toxicológico, que deverá fica pronto em quarenta dias corridos. Foi solicitada também realização de perícia no local do acidente e no carro.  

+ Zootecnista mata dois filhos em Rio Preto

O jornalista é formado pela Faculdade Cásper Líbero e é militante do PCdoB desde 1999. Atualmente, ele está lotado no Gabinete da Liderança de Representação Partidária do PCdoB e recebe remuneração de 15 947 reais mensais, de acordo com o site Transparência da Câmara Municipal de São Paulo. O caso do acidente do lago está sendo investigado pelo 36º Distrito Policial.

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO