Criminalidade

Motorista de empresário brasileiro mata ex-senador boliviano

Funcionário de Olacyr de Moraes, Miguel Garcia Ferreira disse para a polícia que queria assustar Andrés Fermín Heredia Guzmán

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM

O ex-senador boliviano Andrés Fermín Heredia Guzmán, de 60 anos, foi assassinado por Miguel Garcia Ferreira, de 61 anos, motorista do empresário brasileiro Olacyr de Moraes, 63 anos, que já foi considerado o “rei da soja”. O crime aconteceu nesta sexta-feira (4) perto do Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi.

+ Suspeito de participação em caso de esquartejamento é preso

Para a polícia, Ferreira confessou o crime, afirmando que resolveu, por iniciativa própria, dar um susto em Gusmáz, que estaria “judiando de seu patrão” e tinha pegado cerca de 400 000 reais do empresário. O ex-senador conhecia o motorista e Moraes havia 20 anos. Entretanto, a relação comercial entre eles ainda será investigada.

+ Polícia ouvirá alunos do Mackenzie sobre fotos íntimas na web

De acordo com policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Gusmáz visitou Moraes pela manhã. Ao deixar o prédio do empresário no Itaim Bibi em sua Cherokee blindada, o boliviano deu uma carona para Ferreira. No meio do caminho, o motorista pegou um revólver calibre 38 para assustar o boliviano, que reagiu.

Ainda segundo o Deic, Gusmáz foi atingido por, no mínimo, três disparos no rosto. Após o crime, Ferreira pegou a sacola com o dinheiro e a arma e pediu uma carona. Entretanto, foi detido próximo ao local por policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) que ouviram os disparos.

Fonte: VEJA SÃO PAULO