JUSTIÇA

Motorista é condenado por atropelar e matar grávida

Pâmela Fernandes de Almeida foi atingida por carro que disputava racha em rua na Zona Leste 

Por: Veja São Paulo

Justiça
Justiça: motoristas condenados por participar de racha  (Foto: Latinstock)

A Justiça paulista condenou, no início deste mês, dois acusados de participar de um “racha” que terminou com a morte de uma jovem grávida. O caso aconteceu em junho de 2011. Cabe recurso à condenação.

+ Jovem de 17 anos é morto ao brincar de roleta-russa

Luiz Diogenes da Silva foi condenado a sete anos e sete meses de prisão, em regime semiaberto, por atropelar e matar Pâmela Fernandes de Almeida, que tinha 21 anos e estava grávida de quatro meses. Já Emerson Nunes de Oliveira cumprirá pena de sete meses de detenção em regime semiaberto por dirigir sem habilitação. Eles poderão recorrer da decisão em liberdade.

+ Vigias são presos sob suspeita de participar de roubo a banco

O atropelamento aconteceu quando os dois rapazes disputavam um racha na Rua Lagoa de Esmoriz, na região de Guaianases, Zona Leste. Luiz Diogenes perdeu o controle do carro e atingiu Pâmela. Eles tentaram fugir sem prestar socorro à vítima. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO