Decisão

Motorista que atropelou ciclista na Paulista continuará livre

Tribunal de Justiça confirmou nesta quarta-feira (5) liminar que garantia liberdade de Alex Kosloff Siwek, que atropelou David Santos Souza

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

Alex Siwek
O motorista Alex Siwek, na delegacia: ele fugiu sem dar socorro e mais tarde se entregou à polícia (Foto: NElSON ANTOINE / FOTOARENA / FOLHAPRESS)

O estudante de psicologia Alex Kosloff Siwek, de 21 anos, continuará a responder em liberdade pelo atropelamento de David Santos Souza. O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou na quarta-feira (5) que a liminar que substituía a prisão por duas medidas cautelares fosse mantida. Dessa forma, Siwek deve comparecer periodicamente ao juiz para justificar suas atividades e não pode deixar a cidade caso sua permanência seja determinada pela investigação.

Ciclista atropelado na Paulista ganha braço biônico tatuado

Ciclista atropelado na Paulista: um futuro decepado

No dia 10 de março, Siwek atropelou o limpador de vidros David Santos Souza, que ia de bicicleta para o trabalho. Souza estava na ciclofaixa de lazer e, segundo testemunhas, o motorista dirigia em zigue zague. No acidente, o braço de Souza foi decepado e jogado por Siwek em um córrego. O motorista se apresentou à polícia e ficou preso por 11 dias na Penitenciária Doutor José Augusto Salgado de Tremembé, no interior do estado.

Na justificativa para manter a liminar, o desembargador Breno Guimarães afirmou que o estudante de psicologia não "ostenta nenhum envolvimento criminal". "A forma como se deram os fatos indica tratar-se de fato isolado em sua vida, não se tratando de criminoso contumaz. Além disso, comprovou possuir residência certa e ser estudante, sendo de rigor reconhecer que ele se apresentou espontaneamente perante a autoridade policial."

Siwek teve a carteira de motorista suspensa até o desfecho do processo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO