Bairros

25 motivos para amar a Vila Olímpia

Região nobre da Zona Sul, o bairro tem vias tranquilas para passeios, restaurantes, baladas, shoppings e um forte centro financeiro

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

praça na vila olimpia
Point para ciclistas: no cruzamento da Avenida Hélio Pellegrino com a Rua Nova Cidade (Foto: Paulo Vitale)

Considerada uma das regiões mais nobres da capital, a Vila Olímpia, na Zona Sul, agrupa desde vias tranquilas e arborizadas a deliciosos restaurantes, baladas disputadas e shopping centers luxuosos num bairro que também é foco do setor financeiro com escritórios das principais empresas do mundo. Confira 25 atrações e curiosidades bacanas do pedaço:

+ 25 motivos para amar a Santa Cecília

1. É um bairro de alto-padrão, recebendo a classificação pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI), como “Zona de Valor B”, mesmo grau de Jardim Paulistano e Pinheiros.

2. Os três principais parques da cidade, Ibirapuera, Villa-Lobos e Povo, estão a cerca de dez minutos dali e oferecem lazer e diversão para toda a família.

3. Um point para ciclistas fica no cruzamento da Avenida Hélio Pellegrino com a Rua Nova Cidade.

4. O Shopping JK Iguatemi está lá com seus 116 000 metros quadrados de área construída. O estabelecimento reúne cerca de 180 lojas de grife e é hoje o principal centro de compras de luxo da cidade. Fazem parte do catálogo as marcas Daslu, Lanvin, Lacoste, Sephora e Scarf Me, entre muitas outras. Uma atração a parte é o cinema. São oito amplas salas, sendo que seis trazem o título "VIP", equipadas com poltronas reclináveis, luminárias para leitura e serviço de bar durante a sessão. As outras duas exibem tecnologia 4D e IMAX, respectivamente.

bikes no jk iguatemi
Bikes no Shopping JK Iguatemi: diversão fitness na metrópole (Foto: Divulgação)

+ 25 motivos para amar os Jardins

5. Num ambiente agradável, moderno e aconchegante, o Shopping Vila Olímpia reúne 191 lojas em seis pisos, sete salas de cinema e teatro, além de um boliche super moderno com doze pistas, além de um andar inteiro com bons restaurantes e praça de alimentação completa. Em fins de semana em que os estacionamentos dos shopping centers normalmente ficam lotados, no da Vila Olímpia é possível achar vaga com mais tranquilidade.

6. O bairro está rodeado por algumas das principais vias de acesso da cidade, como as avenidas Brigadeiro Faria Lima e Santo Amaro, a Marginal Pinheiros e a Avenida dos Bandeirantes, onde se encontra o Aeroporto de Congonhas.

+ Vila Olímpia: saiba como era o bairro em 1966

7. A Estação Vila Olímpia pertence à linha 9 da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM) e interliga com rapidez o bairro às regiões de Pinheiros e Morumbi.

8. Empresas como Google, Facebook, Unilever, Kimberly Clark e Parmalat se localizam em torno da Avenida Brigadeiro Faria Lima, outro cartão postal de São Paulo. O grande número de firmas faz com que nos arredores da Rua Funchal, uma das principais do bairro, haja tantos helipontos quanto pontos de ônibus.

9. Nos últimos anos, uma profusão de barbearias moderninhas apareceu na capital. A Corleone se destaca no meio delas pelo caprichado serviço de bar, nas duas unidades.

Barbearia Corleone
O salão retrô da Barbearia Corleone (Foto: Fernando Moraes)

10. Também está situado no bairro o E-Tower, um dos edifícios de maior destaque da capital paulista, sendo o quinto mais alto da cidade e o 12º mais alto do Brasil.

+ 25 motivos para amar a Lapa

11. O Caesar Business São Paulo Faria Lima, um conjunto com hotéis, escritórios, espaços para eventos e restaurante, se instalou na Rua das Olimpíadas.

12. Os casais curtem a Vila Olímpia também por causa do restaurante Ruella. As luzinhas por todos os lados e as flores que pendem do teto encantam pelo clima romântico e roubam as atenções.

13. Palco de comemorações de batizados, aniversários e até pequenos casamentos, a Praça São Lourenço convida ao clima festivo com mesas ao ar livre, dispostas em um belíssimo jardim arborizado.

Na Praça São Lourenço monitores ocupam as crianças maiores com brincadeiras variadas
Na Praça São Lourenço monitores ocupam as crianças maiores com brincadeiras variadas (Foto: Heudes Regis)

14. É obrigatório conferir o bufê antes de passar às carnes na gigantesca casa Jardineira Grill na movimentada Avenida dos Bandeirantes. No aparador poliglota, dispensáveis sushis podem ser substituídos por peixes defumados como o hadoque. Não faltam também atrações árabes como tabule e homus e um patê de fígado de jeitão francês.

+ 25 motivos para amar a Liberdade

15. A hospitalidade mineira dialoga com o imóvel simples do restaurante Xopotó, por onde se espalham mesas de madeira e cortinas de crochê. Pratos como o chamado sul de minas (R$ 93,90, para dois) fazem a clientela se sentir em casa. Tanto o arroz quanto o tutu de feijão que acompanham o frango ensopado com quiabo são servidos na panela. As guarnições incluem ainda angu e couve refogada ao alho. Completa o clima familiar o tamanho das porções: embora sugeridas para duas pessoas, podem satisfazer até três apetites.

Jardineira Grill
Jardineira Grill: rodízio de carnes e exuberante bufê (Foto: Tadeu Brunelli)

16. Apesar do atendimento feito por garotas de shortinho laranja e blusa decotada, no Hooters dá para encontrar boas costelas suínas assadas acompanhadas de molho barbecue e batata frita, um ambiente descontraído e muitas televisões ligadas em programas esportivos.

+ 25 motivos para amar a Vila Madalena

17. Para quem aprecia carnes altas e no ponto, a Argentina é o paraíso. Na casa do portenho Juan Germán Seoane, o Bárbaro, confirma-se por que nosso vizinho se firmou como referência. Cortes de contrafilé aparecem em variações. Extraído do miolo da peça, o ojo del bife para duas pessoas sai por R$ 76,00. Outra opção se mostra o bife de chorizo, com a gordura na lateral (R$ 76,00).

18. Para um público mais maduro, a boate The History tem como destaque um globo espelhado gigante e o tarimbado DJ residente (e proprietário da casa) Iraí Campos nos toca-discos. A trilha sonora reveza sucessos dos anos 60 aos 90. Três telões ajudam a levantar o astral com uma boa seleção de clipes retrôs. Durante a madrugada, rolam breves performances de dançarinos e acrobatas. Em cima das mesas do salão, há um jogo Genius, um hit na década de 80.

The History - Balada de Ano-Novo
A balada The History (Foto: Ana Paula de Moraes)

19. O proprietário da The History abriu ao lado do espaço, em agosto, a TH Hall com shows de stand-up. Uma das atrações é o elevador no palco, que pode fazer até um carro desaparecer no salão. Outra é decoração, com lustres de fibra ótica que causam efeito especial inusitado.

+ 25 motivos para amar a Pompeia

20. No ano passado foi reinaugurada a balada Over Night que fez sucesso nos anos 90. Antes na Zona Leste, a danceteria se mudou para a Vila Olímpia com flashbacks na trilha sonora. Bandas do naipe de Technotronic e Information Society marcam presença nos sets.

21. A boate Limelightque fez história na Rua Franz Schubert e ressurgiu na Vila Olímpia há alguns anos, tem programação dedicada a quem já passou dos 40 anos. Uma enorme guitarra pendurada no teto, discos e fotos de artistas famosos alegram o ambiente de pé direito altíssimo. Hits antigos e músicas atuais se misturam na trilha. Rolam ainda projeções de videoclipes.

Limelight - ambiente
A boate Limelight: história na noite paulistana (Foto: Raul Zito)

22. Como o sertanejo universitário ganhou adeptos fiéis, não param de pipocar baladas para os fãs do gênero na cidade. E a Vila Olímpia possui a sua: o disputado Villa Mix.

+ 25 motivos para amar o Tatuapé

23. O Teatro Santander, no Complexo WTorre Plaza, inaugurará em março com o musical We Will Rock You, do Queen. Orçado em 100 milhões de reais num espaço com 8 000 metros quadrados de área construída, o teatro terá capacidade para 1 200 espectadores sentados e 1 800 espectadores em outros formatos.

escape 60
Escape 60: opção de lazer para jovens (Foto: Mário Rodrigues)

24. As crianças também podem se divertir no bairro com cursos de culinária, como o dos Minichefs, na Rua das Fiandeiras, 828. Oferece oficinas de três horas de duração para a criançada de 4 a 7 e 8 a 12 anos.

25. Para os adultos e jovens se divertirem abriu em maio do ano passado o Escape 60. Você é um prisioneiro trancado em uma cela de 40 metros quadrados, condenado injustamente à pena de morte, e chegou o dia de sua execução. O carcereiro saiu por uma hora e, para fugir dali, é preciso desvendar uma série de enigmas. Essa versão moderna das velhas gincanas, com toques de filme de ação, se mostra a proposta do espaço.

Fonte: VEJA SÃO PAULO