Bairros

25 motivos para amar Santo Amaro

A região que já foi um município hoje reúne um forte comércio popular, casas de show e teatros

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Estátua de Borba Gato
Santo Amaro: estátua de Borba Gato (Foto: Paulo Aleixo)

Às margens do Rio Pinheiros, o distrito de Santo Amaro tem 15,60 quilômetros quadrados e mais de 70 000 moradores. Mas o número de pessoas que passa pela região diariamente se mostra ainda maior devido ao grande fluxo de comércio popular e empresarial. O local é atendido por um terminal de ônibus e pelas estações Santo Amaro, Largo Treze e Adolfo Pinheiro da linha 5-Lilás do metrô. Confira 25 motivos para amar o bairro: 

+ 25 motivos para amar Perdizes

1. Entre os anos de 1833 e 1935, Santo Amaro era um município independente de São Paulo. Até ganhar este nome, a região foi conhecida por diversas outras expressões indígenas: Birapuera, Virapuera, Ibirapuera, Geribatiba, Geribativa, Jeribatiba, Santo Amaro de Virapuera e Santo Amaro de Ibirapuera.

2. A região passou a ser chamada de Santo Amaro após uma missa rezada com a imagem do religioso, na margem do rio Jeribatiba (hoje Rio Pinheiros), pelo Padre José de Anchieta.

3. O comércio local é quase uma réplica da região central de São Paulo. O Largo Treze reúne barraquinhas e muitas lojas de roupas, calçados e cosméticos, por exemplo. No dia 29 de outubro de 2010, o bairro também ganhou o Shopping Mais Largo Treze com cinema e praça de alimentação.

4. Possui um centro de tradições próprio chamado Cetrasa, que busca resguardar a origem dos costumes da região desde a década de 80.

+ Tom Jazz deixa prédio em Higienópolis

5. Tem duas bibliotecas temáticas. No número 525 da Rua Paulo Eiró, a Biblioteca Belmonte carrega obras da cultura popular desde 2007. Já na Avenida João Dias, 822, a Biblioteca Prefeito Prestes Maia celebra a arquitetura e o urbanismo.

Largo 13 de Maio
Largo Treze de Maio (Foto: Wilson Melo/Folhapress)

6. Abriga a Casa de Cultura de Santo Amaro Manoel Cardoso de Mendonça. De 1897, ano em que o prédio histórico foi fundado, até 1958, o local funcionou como Mercado de Santo Amaro. Entra as atrações mais conhecidas do ponto, está o Samba da Vela, que rola toda segunda-feira, a partir das 20h.

7. A Praça Floriano Peixoto, que já foi sede de uma cadeira pública, da Câmara Municipal da antiga cidade e de um coreto com apresentações da Banda Musical de Santo Amaro, hoje possui o Paço Cultural Júlio Guerra como principal atração. O espaço conta com grupos de estudos, oficinas de xadrez e encontros de sertanejos em sua grade de programação.

+ 25 motivos para amar Santana

8. Santo Amaro também traz seu próprio Clube Hípico. A área de 330 000 metros quadrados foi fundada em 1935 na antiga Fazenda Itaquerê. A pista de grama do lugar é considerada a terceira melhor do mundo em tamanho para competições Derby.

Filarmônica de Santo Amaro
Orquestra Filarmônica de Santo Amaro (Foto: Divulgação)

9. Na Avenida Santo Amaro, o Esporte Clube Banespa é um espaço privado para uso exclusivo dos sócios. Tem forte presença de esportes e competições como basquete, vôlei e futsal.

10. A Orquestra Filarmônica de Santo Amaro surgiu em 2004. Hoje, é regida pela maestrina Silvia Lousada. O grupo costuma fazer apresentações pelos teatros da região e também na rede Sesc com entradas gratuitas.

11. Instalada no coração do centro comercial e fundada em 1924, a Catedral de Santo Amaro foi a segunda paróquia construída na cidade. Por isso, é tombada pelo Patrimônio Histórico. Atualmente, passa por intensas obras de restauração.

+ 25 motivos para amar a Liberdade

12. Santo Amaro já foi o maior polo industrial da cidade (hoje é o segundo maior). Por se tratar de uma região de comércio intenso, oferece muitas oportunidades de emprego para os moradores dos arredores, o que contribui para diminuir o intenso deslocamento dos trabalhadores para a região central diariamente.

13. Pelo grande número de empresas, a região conta com serviços como um dos maiores Poupatempos da metrópole e também um Centro de Solidariedade ao Trabalhador.

14. As chamadas Casas do Norte se mostram comuns no distrito. Isso porque a região foi um dos maiores alvos da vinda dos nortistas no passado e continua recebendo muita gente do canto norte do país. As lojinhas vendem itens a exemplo de queijos, carnes secas como a de cabrito, castanhas e doces de leite.

Mistérios - SP by Bike
Ciclovia às margens do Rio Pinheiros: estação Santo Amaro tem um dos pontos de entrada e saída (Foto: Raquel Jorge)

15. A Santa Casa de Santo Amaro foi fundada em 1895 com o nome de Sociedade Beneficente N.S. da Conceição. O hospital filantrópico é reconhecido no Conselho Nacional de Assistência Social, não tem fins lucrativos e se considera de utilidade pública nas esferas federal, estadual e municipal. 

16. A região abriga o Teatro Alfa. Sempre com boas peças em cartaz, o local exibe forte programação infantil e de dança.

17. Antigo Credicard Hall, o agora Citibank Hall, na Marginal Pinheiros, se tornou uma das principais e maiores casas de show da capital. Já recebeu espetáculos da companhia de dança Alvin Ailey, o musical Billy Elliot e shows de artistas nacionais e internacionais.

18. Também passou por uma mudança administrativa o antigo HSBC Brasil, que hoje pertence à rede Tom Brasil. A casa também recebe apresentações de música, circo e teatro.

19. Ligada à Estação Santo Amaro de trem (linha 9-Esmeralda) e de metrô (Linha 5-Lilás), a ciclovia do Rio Pinheiros tem uma parada por ali. É possível entrar ou sair do espaço pela estação que conta com banheiro e bebedouro para os ciclistas.

20. O Mercado Municipal de Santo Amaro é considerado um importante centro de abastecimento de bairros próximos como Indianópolis, Vila Mariana, Bosque da Saúde, Jabaquara, Cidade Ademar e Cidade Dutra.

Metrô linha 5-Lilás
Obras do metrô da linha 5-Lilás, na avenida Santo Amaro (Foto: Alf Ribeiro/Folhapress)

21. A unidade de Santo Amaro do Sesc se mostra um dos melhores polos de cultura do distrito. O local oferece serviços como piscina, academia e quadra, além de shows e apresentações de dança e teatro.

+ 25 motivos para amar o Jabaquara

22. O Teatro Municipal de Santo Amaro Paulo Eiró configura o segundo maior espaço do tipo da prefeitura em capacidade para público. O local foi construído em 1957 e tombado pelo Conpresp em 1992. Após uma reforma estrutural, reabriu ao público em setembro de 2015.

23. A primeira colônia estrangeira no Brasil foi fundada em Santo Amaro. No ano de 1827, o imperador Pedro I determinou aos governantes da então Província de São Paulo que realizassem ali o assentamento dos colonos alemães.

24. A região receberá a continuação da linha 5-Lilás do metrô, aguardada por muitos anos pelos moradores, que ligará a região ao centro de São Paulo.

25. Em 13 de agosto, o pedaço comemora o Dia das Tradições de Santo Amaro. A data costuma reuniur eventos especiais organizados pela subprefeitura e pelo Centro de Tradições de Santo Amaro.

* Com colaboração de Andreza Monteiro

Fonte: VEJA SÃO PAULO